Aos trancos, barrancos e no pico.

Murillo Ferreira 12:20:00
Fonte: globoesporte.com
A partida contra o ABC não foi como todos gostaríamos e imaginávamos, mas mesmo aos trancos e barrancos, nos classificamos. Nem sempre é possível se jogar bem e, em uma partida de mata-mata, o importante é avançar. Em razão do adversário e de termos a volta de nosso principal jogador, Cueva, acredito que essa partida tenha sido a pior do ano, superando até o confronto contra o Palmeiras, indiferente do resultado final.

Com dois minutos de jogo sofremos um gol após cobrança de escanteio. As bolas aéreas têm atormentado bastante o nosso sistema defensivo e, em tom de brincadeira, após a partida Rogério afirmou que não iria mais treinar para ver se melhoravam, pois quanto mais treinam, mais falham. O Tricolor empatou a partida ainda no primeiro tempo. Cueva aproveitou o passe de Gilberto e, de bico, estufou as redes. Depois disso, o Tricolor não ofereceu mais grande perigo ao adversário, mas em contra partida, o ABC forçou Denis a fazer duas importantes defesas.

Uma coisa que eu não concordo com esse início de trabalho de Rogério, é o excesso de revezamento de jogadores no sistema defensivo, mesmo com ele falhando tanto. É óbvio que este não é o único problema, mas a falta de entrosamento entre os jogadores certamente contribui para algumas falhas. Vale lembrar que ontem tivemos a quinta defesa diferente consecutivamente ao iniciar uma partida e isso se deve muito a opção do treinador. Os dois últimos defensores que haviam sido titulares ao lado de Rodrigo Caio (Breno e Douglas), nem se quer relacionados estavam. Se a dupla titular é Maicon e Rodrigo Caio, Ceni precisa definir rapidamente quem é o seu reserva imediato.

Lyanco, que entrou no lugar de Rodrigo Caio após o jogador se contundir, jogou muito bem e foi um dos melhores na partida. Uma “jogada de mestre” e que deu certo, foi recuar Cícero para jogar como se fosse um líbero, dando mais consistência no setor defensivo, principalmente em bolas aéreas. Junior Tavares mais uma vez jogou bem e se firma ainda mais na lateral esquerda, por outro lado, João Schmidt passa, mais uma vez, a sensação que já está com a cabeça na Itália.


Enfim, saímos classificados, mas precisamos retomar o bom futebol apresentado anteriormente. A defesa continua frágil e precisando melhorar. O próximo compromisso do São Paulo será neste sábado, no Morumbi, contra o Ituano.


Murillo Ferreira.

Compartilhe isto

Posts Relacionados