ATROPELOU! Palmeiras convence com 3x0 no São Paulo.

08:32:00

Atropelou! Sim caro leitor(a), foi um atropelo no Allianz Parque. O Palmeiras fez a sua partida mais sólida na temporada, pelo menos até aqui. Com uma marcação intensa e compacta, o Verdão encaixotou o São Paulo, e minou  a qualidade ofensiva dos visitantes. Tudo bem que no primeiro tempo, a partida foi truncada, pra não dizer que foi chata. Mas o controle do meio campo era nosso, e o SP ameaçou única e exclusivamente na bola parada. Tendo apenas uma chance de gol, que Cícero não a concluiu.

Mas eis que aos 45 minutoa da etapa inicial, o 'gol do ano' no futebol nesse primeiro trimestre. Após desarme de Egídio em Buffarini, Dudu recebe a bola, domina/ajeita a pelota, e chuta quase do meio campo, quase rente a lateral. Uma finalização dificílima. Mas como Denis estava jogando mais adiantado do que nunca, nosso camisa 7 chutou, a bola passou e o goleiro tomou. O Allianz explodiu em alegria, e fomos para o intervalo com 1x0, e uma p** sensação de alegria. Pois o gol de Pequeno Du foi do caramba. Terceiro gol encobrindo goleiro do São Paulo, segunda cobertura no Allianz Parque, e no mesmo rival. Virou moda a cobertura palestrina?

Veio o segundo tempo, e a tensão seguiu. Truncada a partida que estava, muito em função do Palestra não dar alívio na marcação são paulina, que tinha dificuldades em trocar passes, desde o campo de defesa. Desde o primeiro tempo era assim. Porém, Tchê Tchê aos 12 minutos da etapa complementar, acertou um chutaço no canto de Denis, e fez seu segundo gol na temporada. Segundo gol do Porco, e uma tranquilidade ainda maior à nós.

Após o segundo gol, o adversário ficou grogue, e não teve mais ímpeto. Até teve uma chance com Lucas Pratto, mas o chute foi um traquezinho. Fernando Prass nem sujou o uniforme, e ainda por cima viu Borja perder uma chance de ouro, para marcar o terceiro tento. Mas logo em seguida, aos 26 minutos, Borja azucrinou a zaga rival, e num toquinho, permitou uma falha  grotesca de Denis. Nisso, Alejandro Guerra foi oportunista e empurrou a bola para o gol. Foi o 3x0, e a sensação de que poderia ser mais.

Mas ficou de ótimo tamanho o placar, que prova aos críticos de Eduardo Baptista, o quão afobados foram ao cornetá-lo. EB colocou Rogério Ceni no bolso taticamente, anulou a maior força do adversário - poder ofensivo -,! e foi doutrinador junto com sua equipe.

Michel Bastos jogou com a faca entre oa dentes. Correu, lutou, batalhou, se doou para a equipe. Um leão em campo. Mas Michel não foi o único destaque, acima dos outros. Quase todo mundo foi bem em campo, salvo Egídio, que errou muitos passes e tebe uma atuação abaixo da crítica. Da série 'Monstro da Volância', Thiago Santos fez uma partida fenomenal. Marcou muito, e ajudou em alguns passes também. Embora saibamos que Thiagão seja um volante destruidor e não um jogador construtor de jogadas, nosso camisa 21 começou várias jogadas, e 'abotoou' o meio campo adversário.

Fabiano retornou e foi bem, bem como praticamente todo setor defensivo, que pouco foi ameaçado. Vitor Hugo foi regular, e Yerry Mina não quis saber de Pratto, e quebrou a louça do atacante argentino, que mal tocou na bola. E também foi bom ver Alejandro Guerra marcar seu primeiro gol com nosso manto. Isso dará mais confiança ao venezuelano, que ainda procura melhor condição física. Embora não confirme o clube, o nosso camisa 18 veio com uma condição física muito ruim. Ainda está se aprimorando e pode/deve evoluir muito, e ajudar o atual campeão brasileiro.

Mas o destaque maior, vai para Dudu. QUE GOLAAAAAAAÇO!!! Inteligência, qualidade na finalização, enfim, foi um gol tão grandioso quanto sua atuação na partida, e na temporada 2017. Desde o ano passado acalmou seus nervos, e não à toa, se tornou um capitão campeão. Cada vez melhor se encontra, e que me permite encerrar o post falando duas frases:

Vai uma terceira cobertura aí, Denis?

Dudu, isso sim que foi um belíssimo chapéu!

Foto: Cesar Greco


por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados