Fórmula Truck definitivamente agoniza!

10:49:00

A Fórmula Truck 2017 está condenada ao fracasso. NOVE equipes, donas de vinte caminhões, anunciaram oficialmente a saída da Fórmula Truck, e anunciaram a criação da Associação De Pilotos e Equipes (APE) . Mostrando que a F-Truck se tornou inviável, memo que ela tenha arrumado meios - sabe se lá como - para realizar o certame em 2017. As equipes que anunciaram a debandada/reestruturação são: RM Competições, DF Motorsport, RVR Motorsports, Muffatão Racing, Dakar Motors, Fábio
Fogaça Motorsports, Original Reis, Lucar Motorsports e Clay Truck Racing.

Basicamente 95% do grid da F-Truck 2017 sumiu. Especulações dão conta que apenas CINCO caminhões restaram no grid da categoria, sendo que três são bancados pela categoria: ABF - MERCEDES BENZ e ABF Desenvolvimentos. Felipe Giaffone, Djalma Fogaça, Beto Monteiro, Leandro Totti, Roberval Andrade, Adalberto Jardim, entre outros, estão nessa 'barca'. Que de furada não deve ter nada. Por mais que não tenha sido divulgado pela APE, Há intenção de realizar-se um novo campeonato de caminhões, ainda em 2017. O pior de tudo é que ontem, dia que foi divulgado pela imprensa a nota de criação da APE, a Fórmula Truck começou a venda de ingressos para a abertura do campeonato brasileiro/sul americano, que será ou não, disputada no Velopark-RS. Mas o que de fato podemos afirmar, é que salvo alguma reviravolta drástica, a Fórmula Truck deverá deixar de existir a curto prazo. Não é nenhum exagero afirmar, diante de um cenário sem patrocinadores, sem equipes e sem organização descente para uma categoria tão grandiosa que fora a F-Truck.

Agora resta acompanharmos como Neusa Navarro Félix lidará com o golpe quase que falal a ela, e a 'sua' categoria. Além claro de ficarmos atentos aos próximos passos da Associação de Pilotos e Equipes, que está se mexendo para fundar uma 'Nova Truck'. Será difícil , ainda mais diante de um momento financeiro desesperador que o automobilismo brasileiro e seu país enfrentam. Mas com pilotos/empresários e tendo até comissário da FIA (Felipe Giaffone) no meio disso, é porque a organização de um novo campeonato não será em vão.

A seguir acompanhe o cominicado que a APE divulgou à imprensa, a respeito da saída de suas equipes da F-Truck.





"O grupo formado por nove equipes e seus respectivos pilotos que participaram do Campeonato Brasileiro de F-Truck em 2016, comunica que seus integrantes não participarão do certame de 2017, em virtude de conflito de ideais que vem norteando a categoria nas últimas temporadas, como falta de diálogo entre organização e equipes, incerteza de chancela do evento pelo órgão competente e falta de calendário prévio (anunciados apenas na segunda quinzena de fevereiro).

Com o intuito de manter a saúde financeira de dezenas de profissionais empregados nas equipes associadas, a credibilidade dos proprietários e pilotos dos referidos times junto aos seus parceiros comerciais e ao público, e buscando soluções viáveis nas áreas organizacional, logística, comercial, financeira, técnica e desportiva, visando a solidez dos eventos de competições de caminhões, brevemente a recém-formada Associação irá anunciar os seus planos para este ano.

Detentora de 20 caminhões de competição em seu quadro de equipes associadas, a Associação já está elaborando um comunicado onde explanará toda a sua atuação em 2017, onde a parceria, união, interação, comunicação e o diálogo estão norteando o rumo do grande evento que nascerá forte e saudável sob novos conceitos.”




O 'conflito de ideais' é a prova maior que o nome Fórmula Truck perdeu todo seu prestígio, e que para rumos melhores, uma nova categoria terá que surgir. Caso contrário desemprego de funcionários de equipes, prejuízos para donos das mesmas, e lacuna enorme no escasso automobilismo brasileiro, serão fincadas. Boa sorte para a APE, pois se depender da F-Truck...




Foto: Orlei Silva






Por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados