SONHAMOS E APOIAMOS JUNTO COM VOCÊS: Entrevista com Ivan Bruno!

11:33:00
Você achou que ia se livrar das nossas entrevistas surpresas? Não não não! Acaba de sair do forno a entrevista que rolou com o jornalista e radialista Ivan Bruno. Confira o que o grande Ivan comentou conosco:

VQTTV: Você é um dos caras mais jovens e talentosos da atual safra de jornalistas e narradores esportivos, o que te levou para a profissão e como tudo começou pra você no mundo da comunicação no esporte? 
Ivan Bruno: Obrigado pelas palavras Bruno, me acho até muito longe disso mas sem dúvidas fico muito feliz ao lê-las. Na verdade o que me levou a profissão foi o amor ao esporte que eu tinha, quando era criança adorava fazer narrações nos jogos e brincadeiras dos meus primos, imitando Galvão e Luciano, mas não fazia ideia de trabalhar com isso até visitar uma rádio, em um programa de esportes que amava, o Galera Gol da Rádio Transamérica, conversar com o André Henning sobre cursos de locução e, comecei aí a solidificar meu desejo pelo esporte e pela comunicação.
Imagem: Mídia Esportiva.
VQTTV: Pode nos contar um pouquinho sobre a sua "paixão" pelas webrádios e alguns projetos que já participou? Qual a importância delas atualmente? 
Ivan Bruno: Minha paixão vem de longa data, desde os 15 anos que amo webrádios, por aí lá se vão quase 15 anos só de amor por esse meio, participei dos projetos da Teen Webrádio, Top Webrádio e Nova! A Webradio Rock antes de começar em rádios. Hoje as webrádios tem muitos profissionais bons, elas são importantes no trabalho de pescar esses novos e promissores talentos para o rádio, mas vejo que ainda falta um cuidado, um zelo, um carinho maior com elas aqui no país.

VQTTV: Como surgiu o convite para entrar no grupo Bandeirantes? 
Ivan Bruno: De um momento meio "cara de pau" da minha parte, sempre fui fã das rádios do Grupo e, em uma vez, mandei e-mail para um monte de contatos que havia buscado, um deles era um dos homens fortes das rádios que encaminhou meu piloto ao Carboni e ao Patrick, ao qual sou eternamente gratos assim como ao Bernardo Ramos e ao Murilo Borges, e a partir daí começamos a conversar, eles gostaram do meu piloto, fiz um teste na Rádio Bandeirantes, mas não tinha nenhuma vaga e, desde quando o projeto da Rádio Bradesco Esportes FM surgiu, o Patrick prontamente me chamou para fazer parte dele, em um email que recebi no dia 19 de abril de 2012, no dia 02 de maio, passei a fazer parte desse fantástico grupo que é o Grupo Bandeirantes.
Imagem: Cheni.
VQTTV: Você tem se destacado muito não só pela narração do futebol, mas de muitas modalidades, já narrou Luta Greco-Romana, futebol, MMA, entre outras modalidades. A versatilidade com qualidade, surgiu de que maneira? como é a sua preparação? Você realmente conhece sobre todos os esportes? 
Ivan Bruno: Creio que a versatilidade ela não surge, você vai se adequando a novas possibilidades, desafios e, de repente, eles pintam, sem a gente explicar. Então o importante em minha vida foi sempre estar preparado, por meio de estudos, que dependendo dos dias levam horas para a preparação do meu próprio material de estudos para a transmissão, é bem delicado e intenso isso, mas faço com uma paixão enorme, sou viciado em novas informações e novos conhecimentos, as vezes até meio insano rs. Acho que nunca iremos conhecer 100%, até seria uma falta grandiosa de humildade dizer isso, mas procuramos conhecer o possível sobre os esportes aos quais falamos.

VQTTV: Algum esporte que ainda não narrou mas gostaria de narrar? 
Ivan Bruno: Não um esporte, pois todos que imaginava e queria tive a alegria de transmitir, mas adoraria narrar jogos do Brasil em uma Copa do Mundo, já tive a alegria de vivenciar medalhas brasileiras em Olimpíadas, acho que esse ainda seria o grande barato.

VQTTV: Há preferência em transmissão através do rádio? Ou da Televisão? 
Ivan Bruno: Amo os dois, costumo brincar que, como diz meu grande amigo Edmundo, existe o amor de mãe e o amor de paixão mesmo, de quem você quer ter pra vida. O rádio é meu amor de mãe, a TV meu amor de parceira e companheira, ambas eu amo e amarei e vou levar pro resto da vida essa paixão comigo.
Imagem: Reprodução Twitter./ Dois monstros das transmissões esportivas!
VQTTV: De folga, continua ligado no noticiário esportivo? 
Ivan Bruno: Sim, sempre, gosto de acompanhar esportes e ver o noticiário, é a hora do ócio produtivo, mas não sou bitolado demais, vejo mas também quero me dedicar a família, a amigos e outras atividades de lazer além do esporte, que é um grande lazer, um grande barato.

VQTTV: Tem algum caso engraçado que ocorreu durante alguma transmissão? Alguma gafe? 
Ivan Bruno: Vou relembrar uma que já havia respondido para o site Mídia Esportiva e acho que essa foi a minha grande gafe, rs. Transmitia o jogo de uma equipe boliviana desconhecida até então e a camisa vinha com uma série (parecia um álbum de figurinhas) de patrocinadores e nós tínhamos muitas dificuldades para pegar escalação, pois a equipe era nova, sem nenhuma grana e com material escasso para trabalharmos com esses estudos antes da transmissão. As divulgações não eram rápidas e as redes sociais não tinham o poder de hoje... Aí peguei e vi o camarada, camisa 10 do time, com a parte de trás escrito "Soboce", como não tinha a relação oficial ainda (entramo em cima da hora para o jogo) cravei então que o nome do cara devia ser esse e fui narrando, só que depois de alguns minutos (e sem a escalação oficial em mãos, os repórteres se matavam junto comigo para pegar a escalação do time boliviano) vimos que tinham outros Soboces, no início achei que eram irmãos, como geralmente ocorre em algumas equipes, mas na verdade o nome Soboce era uma marca de cimentos da cidade que o tima da Bolívia vinha, foi uma risadaria e diversão geral, demorou muito tempo para voltarmos para o ar diante de tantas gargalhadas.

VQTTV: Seu ídolo no jornalismo? 
Ivan Bruno: Vixi, são vários, difícil destacar, mas vou tentar citar alguns. Galvão Bueno, Luciano do Valle, Milton Neves e Osmar Santos.
Imagem: Estadão./ Nosso querido Luciano do Valle. Que Deus o tenha!
VQTTV: Como foi narrar uma Olimpíada, sendo ela no Brasil? Foi sua primeira olimpíada? 
Ivan Bruno: Foi a minha primeira Olimpíada como narrador, a segunda como jornalista. Narrar Olimpíada, assim como narrar Copa do Mundo aqui no Brasil é muito especial, já muito significante e empolgante para a carreira de qualquer um, mas mais ainda por ser aqui no país. É um sentimento ímpar, enlouquecedor e muito alucinante e apaixonante.

VQTTV: Qual o legado que fica para o esporte no Brasil, após a Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e Paraolímpicos? 
Ivan Bruno: O legado deveria ser de valorização de uma cultura do esporte nacional, de incentivo e fomento ao surgimento de novos atletas, pena que no Brasil tudo fica no discurso e quase nada no campo da ação efetiva e direta, uma pena.

VQTTV: Você vem da periferia de São Paulo, estudou em escola pública, isso de alguma forma faz diferença na sua carreira? (Curiosidade: Bruno Massa e Ivan Bruno estudaram juntos na escola Estadual Helena Lombardi Braga em Itaquera, periferia de São Paulo) - Alguma história que se lembra, ou fato que aconteceu neste período em que envolva o nosso colunista Bruno Massa? 
Ivan Bruno: Sim, minha história de vida não é muito dura e difícil como de milhões de brasileiros que batalha, vão a luta pelo pão de cada dia, tive de passar minhas provações e elas ajudam sim no pensamento de onde eu vim, para onde eu estou e quero chegar, mas sem esquecer em nenhum momento das raízes e de grandes pessoas que fizeram parte da minha vida. Cara, história eu não lembro que era difícil, faz muito tempo, mas lembro que o Bruno era bem serelepe, turma do fundão mesmo. E tenho um ditado que, quem algum dia já foi do fundão, sabe curtir e aproveitar a vida rs.

VQTTV: E qual um conselho que daria para quem está começando na carreira? 
Ivan Bruno: Foco, estudo, concentração, amor e dedicação sempre ao que faz. Que ame realmente de coração o que faça, que mergulhe de corpo e alma naquilo que gosta, como li em um maravilhoso ditado, senão me engano do meu amigo Fábio Piperno citando Drummond: O homem é do tamanho do seu sonho.

VQTTV: Quem ou quais são as suas referências no jornalismo esportivo, narração... comunicação? 
Ivan Bruno: Acho que tem a ver com os meus ídolos que já citei acima, mas aí adicionaria queridos amigos como Sérgio Patrick, Hugo Botelho, Bernardo Ramos, Claudio Zaidan, Everaldo Marques, Gustavo Villani e por aí vai...

VQTTV: E o que Ivan Bruno almeja para o futuro? 
Ivan Bruno: Continuar trabalhando com comunicação, fazendo sempre o que amo, me divertindo, aprendendo e vivendo sempre. Acredito que quando fazemos as coisas com o coração, elas são mais intensas, mais sinceras, mais dinâmicas e mais verdadeiras.

Nós da equipe do VQTTV agradecemos a entrevista cedida por Ivan e os créditos damos ao Bruno Massa, nosso colega Palestrino!

Siga-nos nas redes sociais para novidades: 
Twitter
Instagram e
Facebook:
@vaiquetotevendo

Compartilhe isto

Posts Relacionados