Fim da Linha

06:51:00
Manoel Rocha e Rodrigo Tederiche





Cueva não fez uma boa partida neste domingo, em Itaquera (Foto: Marcos Ribolli)
Cueva não fez uma boa partida neste domingo, em Itaquera (Foto: Marcos Ribolli)


Fim da linha para o São Paulo F.C no Paulistão Itaipava 2017, depois do revés por 2-0 no Morumbi, a equipe acabou não conseguindo reverter a desvantagem em Itaquera e apenas empatou por 1-1.

O time pressionou bastante durante o primeiro tempo, mas o forte sistema defensivo adversário fez de todas as tentativas tricolores inócuas e no fim do primeiro tempo o castigo veio. Mais uma vez num erro de arbitragem a equipe rival abriu o placar.

O segundo tempo teve um ritmo menos intenso, prevaleceu a raça e os culhões nas acirradas divididas com os jogadores do adversário e no fim da partida, Pratto foi presenteado por sua luta e marcou o gol de empate dando números finais ao placar: 1x1.


Agora a equipe terá 20 dias para se preparar para o Brasileirão e lutar por uma vaga na Libertadores. A realidade do São Paulo em 2017 é construir uma equipe forte e cascuda, para sim, em 2018, conquistar titulos. É preciso paciência com Rogério, esse trabalho não tem culpa de fracassos anteriores. 

Nota-se nas coletivas de Rogério Ceni uma constante: seja nas derrotas ou nas vitórias, sempre tem o foco nas estatísticas (posse de bola, escanteios, passes certos, bola parada sofrida e a favor...), mas vale também enaltecer a postura seja do próprio time ou do rival nesses jogos, porque de nada adianta posse de bola e passe certo sendo que o gol a favor não é feito!

Rogério Ceni poderia ter usado alguns jogadores mais vezes, como é o caso, por exemplo, do Shaylon ou adiantado um pouco mais o João Schmidt para tentar fazer a função do Cueva quando não pudesse usar o Thomaz, enfim, vale ressaltar que as eliminações ocorreram nos jogos em casa: se jogasse no primeiro jogo o que jogou na casa do rival, provavelmente teria classificado em uma das competições e até com folga.

O que nos resta fazer no momento é bradar: vamos São Paulo, caralho! Até o fim.

Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados