Hamilton controla de ponta a ponta e vence o GP da China, com Vettel terminando em segundo, com um show magistral de Verstappen; Massa é só o 14º

15:47:00
          A segunda etapa do campeonato mundial de F1 foi realizada no último domingo (9), em Xangai, China. A corrida foi muito boa, com uma apresentação mais atrativa e eficiente comparado ao que visto em Melbourne, Austrália, onde tivemos poucas emoções e posteriormente, ultrapassagens. Hamilton largou na pole novamente, acompanhado de Vettel. A largada prometia fortes emoções, afinal a expectativa era de que muita chuva caísse durante toda a corrida, porém erraram na meteorologia, pois choveu bem antes e a pista começou a secar. Tudo ocorreu normalmente. A largada foi limpa. O inglês da Mercedes manteve a ponta e Vettel se segurou em segundo, com toda a pressão do Bottas, que veio colado. Max Verstappen, que largou em 16º, fez uma largada impecável com sua Red Bull, passando até o fim da primeira volta nada menos que nove carros, do jeito que lhe é peculiar. Ainda nesta volta, Lance Stroll teve um toque com Sergio Perez e acabou deixando a prova, pois foi parar na caixa de brita. O Safety Car virtual entrou em ação, mas quando voltou a valer a corrida, eis que surge um novo acidente: O italiano Antonio Giovinazzi, da Sauber, que substitui Pascal Wehrlein, rodou e bateu na reta dos boxes, destruindo a frente do seu carro.
              E então, o Safety Car entrou na pista e novamente se reorganizaram e juntou todos, embora alguns resolveram parar nos boxes para melhorar as estratégias. Hamilton estava soberano, vindo tranquilo na frente. Max Verstappen a essa altura, já estava em terceiro lugar e quando voltou a valer, resolveu passar sem conhecimento o seu companheiro Daniel Ricciardo, indo pra segundo, tentando alcançar a flecha de prata de Lewis. O companheiro do inglês rodou ainda na bandeira amarela, quando perdeu o controle e foi para atrás. Felipe Massa teve um fim de semana para esquecer, apesar de ter feito o sexto tempo. Largou muito mal, o que não é de costume e seu desempenho com o FW40 foi péssimo e o Safety Car também comprometeu toda a sua estratégia e planos para a corrida. O carro inglês não é  bom na chuva. Chegou apenas em 14º, A McLaren novamente segue seu calvário. Stoffel Vandoorne e o bicampeão Fernando Alonso tiveram que abandonar. A corrida então começou a tomar grandes contornos. Vettel, que tinha parado e voltou em sexto, resolveu então remar para tentar caçar as primeiras posições e nisso, ultrapassou Kimi Raikkonen, companheiro de equipe e ultrapassou de forma audaciosa Daniel Ricciardo, com direito a um toque de rodas de ambos. O próximo seria Verstappen.
           Algumas voltas faltavam para o fim, quando o alemão chegou na Red Bull e Verstappen perdeu o ponto de freada e Vettel se aproveitou e passou, vindo a ser segundo colocado. O jovem holandês ainda não contava com a aproximação do companheiro, que acirrou uma disputa feroz nas últimas voltas, onde o australiano só se aproximava e nada fazia, com Verstappen já com os pneus desgastados. Mesmo com toda a pressão, Max Verstappen segurou a onda e garantiu o pódio. A corrida na China, que costumava ser sempre monótona, mesmo com um traçado bom, provou que começou agora e pra valer esta temporada, que ainda promete muitas emoções. A próxima etapa já é no próximo domingo, no deserto do Bahrain, no Oriente Médio, dia 16 de Abril, ao meio dia (Horário de Brasília).


                                         Lewis Hamilton e Sebastian Vettel: Ambos vão disputar ferozmente o campeonato desta temporada. (Imagem:Motorsport)

Compartilhe isto

Posts Relacionados