Para que mais um Mattos?

18:13:00
O Palmeiras voltou a agitar o mercado da bola na última semana. Recentemente “atravessou” a suposta negociação entre Corinthians e Internacional, na qual havia interesse na troca entre os jogadores Valdívia (Inter) com Giovanni Augusto (SCCP) e anunciou de forma oficial na manhã desta quinta-feira (06 de abril) a contratação do bom e jovem zagueiro Luan, agora ex-Vasco da Gama.

No caso de Valdívia, é importante ressaltar que a história envolvendo o SCCP e o time gaúcho ainda não foi muito bem esclarecida e o diz que me diz continua a toda. O clube do Sul diz que não houve negociação, já o time paulista diz que o jogador foi oferecido. Bom, fato é que o Palmeiras ao identificar a possibilidade de um clube rival se reforçar, entrou em ação e colocou lenha na fogueira, entrou na jogada, desmoralizou completamente o principal rival e aparentemente agiu apenas para “azedar” o negócio. O interesse do Palmeiras em Valdívia não é recente, vem desde o final do ano passado quando o clube ainda procurava jogadores para o setor de meio campo. De lá para cá chegaram Hyoran (Chapecoense), Michel Bastos (São Paulo), Raphael Veiga (Coritiba), Guerra (Atl. Nacional-COL) e ainda o garoto Vitinho foi definitivamente integrado ao elenco profissional. E a chegada do jogador, até pelo volume de atletas parece não ser de fato uma prioridade no clube. Por isso o reforço de que a entrada na negociação foi para melar o negócio do rival.

Prioridade para o Palmeiras não é contratar, ao contrário do que muitos bradam na “imprensa” esportiva, mas sim fortalecer o já muito forte e qualificado elenco. Um exemplo claro, é que o Palmeiras, mesmo com a recente contratação do zagueiro Luan, não tem o elenco mais numeroso do país, nem sequer do Estado, está na frente em número de atleta APENAS do São Paulo. Caso ainda duvidem disso, está abaixo a lista de todos os elencos profissionais:

Palmeiras: 32 Jogadores4 (G), 6 (Z), 4 (L), 10 (M) e 8 (A) Página oficial do clube
Corinthians: 39 Jogadores4 (G), 5 (Z), 4 (L), 17 (M) e 9 (A) Página oficial do clube
São Paulo: 30 Jogadores3 (G), 6 (Z), 4 (L), 10 (M) e 7 (A) Página oficial do clube
Santos:  35 Jogadores4 (G), 6 (Z), 4 (L), 13 (M) e 8 (A) Página oficial do clube
Atlético-MG: 32 Jogadores4 (G), 6 (Z), 6 (L), 12 (M) e 4 (A) Página oficial do clube

Hoje, há no Palmeiras estrutura e planejamento. Recentemente o clube perdeu o zagueiro Thiago Martins por lesão, além da baixa deste atleta, zagueiro é uma posição que normalmente se toma muito cartão, e, consequentemente, suspensões. Outro detalhe, é que Edu Dracena, mesmo jogando em uma fase exuberante, não é mais um garoto e jajá será poupado, uma vez que vem jogando em todas as partidas até aqui. Com este cenário, o Palmeiras antecipa um possível problema, coloca em ação a sua equipe estratégica, negocia com calma, não inflaciona o valor dos atletas que precisa e traz reforços pontuais. E em muito breve outro zagueiro poderá chegar, pois Mina já acordou sua ida ao Barcelona após a Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Luan é um ótimo exemplo deste planejamento, o jogador de 23 anos, campeão olímpico em 2016, assinou um contrato de 5 temporadas (até março de 2022), outro ponto que reforça que o clube está agindo à risca seu planejamento em não deixar os atletas vulneráveis para sair em momentos cruciais. O jogador chega com a segurança de que ficará por bastante tempo, e, mesmo que uma venda antes do término do contrato aconteça, o Palmeiras tem a chance de negociar um valor muito melhor do que estaria se os contratos estivessem por vencer, ou seja, isso evita que o clube se torne refém de empresários ou jogadores “espertões”, como o bom volante Gabriel que pediu 17 milhões ao Palmeiras e fechou com o Corinthians por 5. 

Parece uma lógica simples, e de fato é, mas colocá-la em prática exige muito, mas muito trabalho do departamento de futebol comandado por Mattos. Outro ponto importante a ser colocado à mesa é que, a gestão de todos esses jogadores não se aplica apenas aos atletas que estão no clube atualmente. É verdade, que, quando chegou Mattos promoveu uma verdadeira abundância nas contratações, que, parafraseando um comentarista que ama o verdão, “diga-se de passage”, se fazia necessário devido ao momento em que o clube passava quando o dirigente chegou. Essa gestão passa pelos jogadores que ainda possuem contrato, mas que estão emprestados, 34 no total. (Veja a lista aqui).

Hoje o clube navega em águas tranquilas, mas que uma boa parcela da imprensa insiste em tentar encontrar uma forma de apontar defeitos no clube. Até o patrocínio é alvo de críticas quando os números são apresentados. Mas estes mesmos que reclamam que a empresa que patrocina o Palmeiras coloca dinheiro a torto e à direita, o que não é verdade, aplaudem quando o Flamengo apresenta lucro vindo do dinheiro dos seus patrocinadores. No mínimo incoerente.

O Palmeiras parece que finalmente entendeu que é preciso investir mais para lucrar mais, agora, nos resta torcer para que o capitão Galiotte não caia nas garras dos capitães ganchos do passado obscuro do clube e coloque tudo isso à naufrágio.


Por: Bruno Massa (@brunomassa)

Foto: Reprodução/Lance!

Compartilhe isto

Posts Relacionados