O atual campeão venceu e convenceu!

17:35:00

O Palmeiras estreou no Brasileirão 2017 diante do Vasco da Gama, iniciando sua defesa de título e visando além do bicampeonato, o decacampeonato nacional. Com a equipe voltando a ser comandada pelo Cuca (Graças a Deus), entrava em campo com as esperanças renovadas juntamente com a torcida. Após instabilidade nos primeiros meses do ano, quando a equipe era comandada por Eduardo Baptista, e a insistência daquele esquema tático chato 4-1-4-1.

A torcida como sempre, esteve em uma jornada maravilhosa. Os mais de 33 mil alviverdes, aaudaram 'Mestre' Cuca com o canto mais conhecido da atualidade palestrina 'OLÊ OLÊ OLÊ OLÁ, CUCA..., CUCA!", o qual seguramos por alguns meses e com certeza absoluta, boa parte da torcida queria muito reviver esse momento que nos trouxe tanta alegria em 2016. E Cuca como bom técnico que é, retribuiu todo esse carinho em campo, trazendo de volta o tão sonhado 4-2-3-1 com movimentações e troca de posições entre jogadores. Encaixes individuais e intensidade de jogo, também foram vistas junto a vitória extremamente merecida. Mas para isso, o time entrou em campo com a seguinte escalação: Fernando Prass, Jean Mina, Dracena e Zé, FM, TCHÊ, GUERRA, Dudu, William e Borja.

Os jogadores entraram com uma vontade enorme de ganhar, buscando o resultado logo nos primeiros segundos. O Verdão pressionou muito, do jeito que deve ser e se aproveitando dos erros do time adversário. Logo aos 4’20”, Dudu sofre um pênalti do jogador vascaíno Jomar (Pênalti bem marcado). Jean assumiu a responsabilidade de batedor e com direito a paradinha antes do chute, converte o gol e marca o primeiro.

Após o gol, o jogo ficou mais interessante. O Vasco se encontrou em campo, e partindo pra cima do Palestra, proporcionou um jogo mais aberto. Com varias tentativas do Borja e para o lado do Vasco com excelentes defesas de São Prass. Mas essa pressão vascaína não durou muito mais que 10 minutos.  Aos 35’ da etapa inicial, Borja recebeu uma bola e saiu em disparada contra dois  adversários, driblou o zagueiro Jomar(que não estava em seu melhor dia), mas acabou caindo na área. Mesmo caído e com o goleiro tendo defendido a bola, a pelota ficou 'viva', e ele apOs disputa, a bola acabou sobrando para Guerra  cruzar 'para ninguém'

Aos 40’ Jean foi para o ataque e chutou. No rebote, Guerra marcou o segundo. Logo apó,s Jean incia uma saída errada de bola, e a sobra fica para o meia Douglas, que fica de cara com o Prass e bola explode no travessão.

Inicia o segundo tempo, com o Palmeiras na mesma intensidade e avassalador. Com a marcação mais ajustada e simplesmente verticalizando jogadas, iniciou o segundo tempo como o primeiro tempo. Depoia de passe de Mina para TCHÊ TCHÊ, o camisa 8 do Porco deu uma assistência fenomenal, que encontrou Borja.  Nosso centroavante estava livre na área, e de cabeça amplioi o placar.

E pra encerrar essa vitória maravilhosa, Dudu sofre outro pênalti do Jomar de novo(que uns minutos atrás quase fez um golaço... contra) e dá a bola para Borja sair de vez da zica. Sacramentou o 4x0 ao Palestra, fora os ameaços e com direito a chapéu do nosso 'Pitbull' Felipe Melo.

O time jogou muito bem, passou alguns perrengues no primeiro tempo, se aproveitou dos erros do adversário e não deixou de jogar procurando o gol. Encerrou o jogo com uma vitória muito comemorada e merecida.  Excelente reestreia de um dos melhores elencos do país, que tem um melhores técnicos do Brasil, e é o único clube que levará em 2017, a patch atual Campeão Brasileiro. Faltam 75 pontos para repetirmos 2016, mas com a certeza de que no mínimo, disputaremos títulos, nos torneios que disputaremos na temporada. Que venha agora, a Copa do Brasil!



Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press



Por: Nathália Oliveira

Compartilhe isto

Posts Relacionados