Falta de planejamento ou técnico: a culpa é de quem?

12:22:00
Mais um ano regado a desesperos, regado a frustrações, impaciência da torcida e pressão nos jogadores, dificuldade em engrenar... São tantas as consequências que esse futebol inconstante do São Paulo está causando que se fossemos falar, precisaria de outra coluna. Agora vou ser corneta. 

A culpa? Todos. Acredito que o problema não foi do planejamento da diretoria, vamos separar os reforços trazidos por posição.


Setor defensivo
O setor mais fraco do São Paulo há alguns anos, recebeu nomes como Buffarini, Sidão. Antes da vinda dos defensores, já contava com Rodrigo Caio (em boa fase), Maicon (regular), Renan Ribeiro como um defensor em potencial, Lugano e Lyanco, jovem zagueiro que já havia demonstrado qualidade na posição de zagueiro. Vejamos, Buffarini veio com status de estrela e atuando bem no seu antigo clube, não mostrou metade do trabalho que poderia mostrar e por se recusar a atuar pelo setor esquerdo, (o que eu acho que é mais do que direito do jogador) está no banco; suas falhas se resumem aos cruzamentos, característica que poderia ser aprimorada nos treinos, já que sua raça na defesa é tamanha. Sidão a mesma coisa, após uma temporada muito boa no Botafogo, se viu assediado pela diretoria São Paulina que buscava por um goleiro urgente, atendendo aos pedidos da torcida e pensando de forma coerente nas necessidades do elenco (Denis estava péssimo). Atuou mas não encantou, falhava na maioria das saídas de bola e foi contratado justamente por no Botafogo, sair muito bem com os pés... Não foi culpa da diretoria. Agora trouxeram Arboleda, um bom jogador que traz consigo a expectativa de uma melhora enorme na zaga, já que Maicon vai embora. 

Meio Campo 
O meio campo do São Paulo que contava até então com Cueva, João Schmidt, Thiago Mendes, Michel Bastos e Hudson, precisava de uma ajuda na ala defensiva. Como reforço, trouxeram Cícero, Jucilei e agora, Jonathan Gomez. Cícero não tem agradado na armação, Cueva escalado como ponta algumas vezes, caiu de rendimento após se lesionar pela seleção peruana enquanto Michel foi vendido ao Palmeiras, Hudson ao Cruzeiro e Thiago Mendes, sinceramente não entendo porque está no banco, pra mim o mais regular desde que chegou. João Schmidt que vai embora, não continha os ataques adversários e logo foi vendido para o Atalanta; tem seu contrato até 30 de junho. 

Tendo em vista todo esse cenário, a diretoria São Paulina trouxe Jucilei que atua muito bem pelo meio atualmente, diria que até agora o mais regular ao lado de Pratto e, para auxiliar na criação de boas jogadas, contratou Jonathan Gomez que deve estrear contra o Flamengo no Maracanã (próxima rodada) junto com Arboleda e promete boas atuações. Mais uma vez, planejamento não é o problema.

Ataque
Para o ataque que até então era comandado por Chavez, Gilberto, David Neres e Luiz Araujo, a diretoria trouxe o nome mais pedido e prezado pela torcida: Lucas Pratto. O atacante tem atuado muito bem no ataque e hoje conta somente com Gilberto, já que Chavez voltou para a Argentina, David Neres foi vendido ao Ajax e Luiz Araujo ao Lille. Planejamento aqui, não foi o problema.

Difícil escolher em quem botar a culpa, acredito que uma série de erros tenham, nos levado a assistir um São Paulo ineficaz hoje, a teimosia do Rogério em insistir em Cícero para armar jogadas e sua mania de mudar totalmente o esquema tático do time todo jogo dificultam as atuações do tricolor que hoje está na 14° colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, sofrendo para crescer na competição. 

NÃO, A CULPA NÃO É TOTAL DO ROGÉRIOclaro que muitos erros do treinador têm nos prejudicado, mas as peças do São Paulo não ajudam. Maicon caiu de rendimento de forma absurda após a eliminação do São Paulo da Libertadores de 2016, Cueva que era nossa estrela, caiu de nível de forma gritante após a lesão na seleção. Buffarini não passa segurança, apesar de ser raçudo, o jogador peca em cruzamentos. A diretoria fez seu papel, trouxe bons jogadores que deverão ajudar e muito o nosso MITO e outros que já estão ajudando como Marcinho e Denilson. 
Imagem: Blogs | LANCE!
Não esqueçam que Telê Santana começou com resultados negativos com o São Paulo, trocar de técnico igual eles jogam de uniforme não é a solução. 

Um ponto importante a ser reavaliado na diretoria São Paulina é a penhora das nossas pratas da casa, os meninos de Cotia que subiram em 2016 quase nem chegam a jogar 1 ano no profissional e já são vendidos, olhem David Neres e Luiz Araujo, duas pérolas que se a diretoria tivesse feito um esforço para manter, com certeza tinha valorizado os atletas e dado continuidade ao bom trabalho deles que estava sendo desenvolvido aqui. Antes de qualquer coisa, ressalto: o planejamento não é o problema, o problema é a organização. 

Natália Andrade
Siga-nos no twitter: SPFC_VQTTV

Compartilhe isto

Posts Relacionados