Flamengo x São Paulo: o novo despertar do gigante tricolor?

07:39:00
Éverton Ribeiro mostrou talento contra o Bahia (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / E.C. Bahia)
Éverton Ribeiro mostrou talento contra o Bahia (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / E.C. Bahia)


Diante do elenco e do poder financeiro do Flamengo atualmente, quando o Brasileirão começou, imaginava-se que o time carioca estaria onde está o Corinthians: nadando de braçada na primeira colocação e não foi o que aconteceu, pois o time carioca começou lá embaixo com poucas vitórias e abaixo até do São Paulo na tabela, que até a 5ª rodada tinha desempenho curioso: o time tricolor perdia fora, conquistava todas as vitórias no Morumbi e nem sequer empatava seus jogos, mas estava numa boa posição. A situação mudou: o São Paulo acumulou derrotas, vieram 2 empates e está perto da zona de rebaixamento, enquanto o time do Flamengo está atualmente em 3º lugar.

Jogadores do São Paulo antes do jogo de domingo: semana para treinar (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Quando se fala em Flamengo x São Paulo, se pensa num confronto de muita tradição em campo, dois times gigantes do futebol brasileiro, mas o confronto do próximo do dia 2 de julho na Ilha do Urubu chega totalmente desnivelado: o time tricolor tem 5 derrotas e 2 empates em 10 jogos e muito perto da zona de rebaixamento, um quadro crítico e nada animador para os são-paulinos, é verdade, enquanto o Flamengo está em 3º lugar: mas a esperança de uma colocação melhor do time tricolor começa com a chegada dos reforços Arboleda, Gómez e Petros e claro, quando a documentação estiver regularizada, porque forma física não é o problema. 


Claro que o Flamengo muito mais que jogar em casa encontra-se em posição melhor que o time tricolor na tabela, estando na terceira posição, mas isso não torna o jogo fácil para o time comandado por Zé Ricardo: pelo contrário, aumenta a pressão sobre os cariocas, que precisam ganhar um jogo "fácil" mas se perderem, não será vergonha nenhuma.


O São Paulo não conseguiu vitória fora de casa no Brasileirão, mas pelo menos terá menos pressão que no Morumbi, onde enfrenta muitas vaias nos jogos e críticas no portão principal quando as vitórias não chegam: tem bons jogadores como Pratto no elenco, renovou por mais 6 meses com o zagueiro Lugano e há a expectativa da estreia dos reforços Petros, Arboleda e Gómez, isso novamente ressaltando a questão da documentação em ordem e os nomes no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF aparecerem até a sexta-feira que antecede o jogo - o volante Petros que jogava no futebol espanhol e como todos sabem, por lá é época de férias, vai demorar um pouco mais para estrear nos gramados tupiniquins -. 

Em tempo: o meia argentino Jonatan Gómez e o volante Petros tiveram seus nomes publicados sexta-feira no BID da CBF: o do zagueiro equatoriano Robert Arboleda deverá ser no decorrer da semana que vem.

Pela quantidade de pontos perdidos pelo São Paulo em dez jogos - foram 17, com 5 derrotas e 2 empates, números vergonhosos para um time da grandeza do time tricolor -, o São Paulo precisa começar a sua reação logo, sem escolher adversário e nem local e aproveitar que por enquanto os times da 3ª até a 15ª posição estão relativamente "embolados" e separados por diferença pequena de pontos: deveria ter ganho do Fluminense? Sim, era obrigação ganhar em casa, como também é de esquecer essa campanha ridícula, saber que tem chance de zerar esse jejum de vitórias imediatamente e partir para cima do Flamengo, aproveitar as chances criadas no ataque, sem, obviamente, criar buracos na defesa nem tomar gols e muito menos cartões para que o time fique desfalcado na partida e muito menos no clássico contra o Santos, que também será fora de casa, no próximo dia 9 de julho.


Vale ressaltar: por mais que o Flamengo esteja em momento melhor e jogue em casa, não tratem o São Paulo como "time pequeno", apesar da sua má fase e sim, a vitória é possível e para mostrar que o time se saiu bem de situações ainda piores lembrem-se do jogo Cruzeiro x São Paulo pelo Brasileirão de 2013: se o time mineiro ganhasse, ficaria muito perto do título, dada a diferença de pontos para o vice-líder e a equipe de Muricy começaria o ano de 2014 na Série B - a vitória por 2x0 do São Paulo foi o começo da salvação, o time permaneceu na Série A e adiou o título do Cruzeiro por mais algumas rodadas-.

Curiosidades:

Computando todos os jogos, Flamengo e São Paulo se enfrentaram 59 vezes, sendo 23 vitórias tricolores, 18 derrotas e 18 empates.
Maior saldo de gols também é tricolor: 90x63, assim como a maior invencibilidade, 6 jogos consecutivos contra 5 do rival rubro-negro.

A mais curiosa de todas elas durou 30 anos e envolve também o Sport e começou em 1987: primeiramente a Copa União seria o Campeonato Brasileiro porque a CBF não tinha dinheiro, depois a CBF fez outro campeonato com os clubes que não participaram da Copa União e dividiu os clubes em módulos - o Verde (Troféu João Havelange) e o Amarelo (Troféu Roberto Gomes Pedrosa) e o presidente do Vasco - na época Eurico Miranda - levou documento à CBF para que os vencedores dos dois módulos se cruzassem.

Flamengo e Internacional, campeão e vice do Módulo Verde não fizeram as semifinais com Sport e Guarani, campeão e vice do Amarelo, que foram às finais, vencida pelo time pernambucano, campeão brasileiro de 87, mas o time carioca se declarou campeão por ter vencido o Módulo Verde e finalmente nesse ano, o STF (Supremo Tribunal Federal), declarou o Sport campeão brasileiro de 87. 

Essa história define o verdadeiro dono da "taça de bolinhas" criada em 1975 e definia que o clube para ser "dono" dela teria que ser campeão brasileiro por 3 vezes seguidas ou 5 alternadas: como visto acima, o título brasileiro de 1987 é do Sport e o 5º título do Flamengo veio só no ano de 2009, o São Paulo foi pentacampeão em 2007 - o clube já tinha sido campeão em 1977, 1986, 1991, 2006,2007 e  2008 -, então já que a CBF não entregará ao clube o que pertence ao São Paulo por direito, o Tricolor pretende acionar a justiça pela posse definitiva do troféu.


Veja informações do São Paulo para a partida contra o Flamengo

Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro
Data e horário: domingo, 16h (de Brasília)
Provável escalação: Renan Ribeiro, Araruna, Lugano, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Militão (Buffarini) e Cueva; Marcinho, Denilson e Lucas Pratto
Desfalques: Maicosuel (em recuperação muscular); Denis e Morato (lesionados); Arboleda (não inscrito)
Pendurados: Lugano e Cícero
Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS), auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 15h
Rumo à vitória, São Paulo!


Twitter: @ManoelRocha4  @Soberano

Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados