Duvidas do meu Cruzeiro?!

23:23:00
Ando devagar porque já tive pressa e levo essa bagagem, porque história eu tenho demais...

Ahhh! Ser Cruzeiro é bão demais! 

Há algum tempo eu desconhecia o sentimento de poder dormir com uma paz e tranquilidade como nesta noite. Ver alguns reservas jogarem bem a ponto de marcarmos 3 gols numa única partida e não levar nenhum gol. Comecei a enxergar o G4 e a sonhar um pouco mais alto. Afinal, quem nasceu estrela, nasceu pra brilhar alto, imagina quem nasceu 5 estrelas né?! Uns chamam de vaidade, outros reconhecem a nossa grandeza, alguns até temem o nosso nome, nos apelidam de "La Bestia Negra" e assim vamos seguindo como a chalana no remanso lá do rio, deixando as águas levarem e trazer o que é nosso por direito.

No Brasileirão estamos mostrando que temos ainda muita força pra brigar e galgar posições maiores na tabela. Há, porém, ainda muita desconfiança sobre o nosso elenco. Afinal, é difícil confiar em um time tão oscilante como vem sendo o Cruzeiro. Saudades de antes do Carnaval, onde era só festa e ilusão, até cheguei a sonhar com a Sul-Americana... Ahhh! Nem compensa lembrar e reviver essa raiva, todavia é sempre bom ligar o alerta e saber que terminar 2017 bem é a meta!

A política atravessou o time, sacudiu os bastidores e foi refletido em campo. Uma confusão sem tamanho e que nos resta apenas cobrar acima de tudo respeito e comprometimento ao ano que está em curso, porque o que acontece por baixo da cortina não deve deixar a imagem ser corrompida. 

No mais estamos em uma semifinal da Copa do Brasil. Mais uma né? Time Gigante tem dessas! E mais uma vez contra o, atual, Rei de Copas. Dessa vez há de ter a nossa revanche, mostrar respeito e força dentro da nossa casa, buscar um excelente resultado fora também e avançar mais uma casa para coroar esse ano com ao menos um título. Afinal, merecemos por todo o esforço, os recordes de bilheteria em fases ruins e tudo que viemos somando nessas temporadas de vacas magras, sempre tentando engordar o boi na invernada. 

Êêê Tião Carreiro, o som da viola bateu e no meu peito um cântico soou forte, quero fazer dessa moda um grito de guerra para nessa batalha vencermos mais uma vez!

Bom pessoal, depois de muito tempo, voltando aqui para deixar algumas linhas a cerca do momento atual do nosso time. Super animada com essa vitória que cantei a pedra no trabalho e até me zoaram (os vascaínos), mas é isso aí vamos seguir com fé porque a fé não costuma falhar!! Lá laiá!!

Compartilhe isto

Posts Relacionados