Palmeiras vence o Fluminense e confirma boa fase

09:57:00

O Palmeiras repetiu diante do Fluminense, as atuações que fez durante a reta final do Brasileirão de 2016. Sofreu poucos riscos durante toda a partida, foi consciente para evitar uma forte pressão dos donos da casa, e ainda teve competência para marcar através de Egídio, o gol da vitória. Poderia até ser um placar maior. Um 2x0 ou 3x1. Moisés acertou a trave no segundo tempo, Deyverson chegava atrasado, ou fazia escolha errada na questão passe para companheiro, ou finalização.

Mas reafirmo que no geral, foi uma atuação segura. Quando precisou ter a posse de bola, a teve. Quando precisou acelerar o rítimo de jogo, acelerou. Foi um desempenho bem regular na partida. Todo o sistema defensivo se saiu muito bem. O meio campo marcou bem, não ajudou tanto na criação de jogadas, mas mesmo assim foi importante para manter um sistema de jogo sólido num todo.

Sobre Egídio: Precisava muito fazer um gol, para retificar sua recuperação. Limado por muitos, o camisa 6 foi a forra com o golaço. Teve uma atuação defensiva bem aceitável, mesmo tendo um ataque do Fluminense bem abaixo do que se espera de um clube grande. Não comprometeu. E teve boas chegadas ao campo de ataque, ainda mais no costado do ex-lateral palestrino, Lucas. Ele marca mal, e Egídio soube aproveitar da melhor forma possível os espaços que tinha para jogar. E justiça seja feita, ele fez outra boa atuação em sequência. Contra o Coritiba, ele foi um dos melhores em campo, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Mas o coitado tem um karma meio complicado, e tomou o terceiro cartão amarelo. 'Coé Diustin' está fora do jogo contra o Santos, sábado que vem.

Assim como 'EgiDEUS', Edu Dracena está suspenso por cartões, e nâo enfrentará o rival do litoral paulista. Dracena o qual teve mais uma sólida atuaçâo na zaga, ao lado do 'zagueiro zagueiro' Juninho. Fazendo o feijão com arroz, a zaga foi sólida. No lugar do camisa 3, Luan deverá assumir sua vaga. Já na vaga de Egídio, Cuca poderá escalar Zé Roberto  ou Michel Bastos. Hoje, está mais para Zé Roberto. Já que Michel Bastos voltou a rotina de treinos, há poucos dias, após uma infecçâo chata. Enquanto o Vovô Garoto, vem treinando normalmente com a equipe.

A tal mini meta de jogos segue, e o Palmeiras que ainda é quarto colocado, reduziu de 13 para 11 pontos, a diferença para o líder. Caminho árduo pela frente, mas se a equipe seguir com esse futebol sólido e competitivo, poderá ao menos chegar a vice liderança do Campeonato Brasileiro em breve. Mas o foco deve se manter em trabalho jogo a jogo. Pois fazendo sua parte, coisas boas virão ao Palestra. Os 43 pontos atuais podem ser bem melhores, mas a pontuação atual é justa.

Mais uma vitória de transcedental importância, que o reafirma no G4, confirma o bom momento da equipe, e a certeza que o marasmo de jogos anteriores, não seguirá. Pelo menos as últimas atuações indicam essa afirmação. Que o Verdão siga assim, e que venha o Santos.

FICHA TÉCNICA DE FLUMINENSE 0 x 1 PALMEIRAS

Data: 24 de setembro de 2017, domingo

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa)

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior

Cartões amarelos: Lucas e
Nogueira (FLU); Edu Dracena e Egídio (PAL)

GOL:
PALMEIRAS: Egídio, aos 41 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Nogueira, Frazan e Léo; Orejuela (Marlon Freitas), Wendel e Douglas (Sornoza); Gustavo Scarpa; Robinho (Wellington Silva) e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Jean (Thiago Santos), Tchê Tchê e Moisés; Willian (Borja), Dudu e Deyverson (Róger Guedes)
Técnico: Cuca







Foto: Cesar Greco







por: Leonardo Bueno


Compartilhe isto

Posts Relacionados