VENCEU E CONVENCEU!!! Em bela atuação de Hernanes, Cueva e Marcos Guilherme, São Paulo vence o Santos e consegue segunda vitória seguida

07:56:00
São Paulo x Santos Cueva Renato (créditos: Marcos Ribolli)

Um clássico GIGANTE, com 5 títulos mundiais em campo, sendo 3 para os tricolores e 2 para os santistas: "só" esses números definem a grandeza desse clássico, que dispensa rótulos ou comparações. Verdade que a incompetência de sucessivas gestões tricolores, têm enfraquecido o clássico, afinal, deixou de ser comum ver o time brigando por vaga seja de Libertadores ou Sul-Americana ou mesmo para avançar dentro de um campeonato mata-mata e poder ir até a final.

Dorival Júnior em ação no clássico deste sábado (Foto: Marcos Ribolli)
Dorival Júnior em ação no clássico deste sábado (Foto: Marcos Ribolli)

Com o Morumbi utilizado para shows, o Pacaembu está sendo utilizado em 5 jogos do Brasileirão: até ontem eram 2 vitórias contra Atlético-PR e Flamengo, mas muito mais que o clássico contra o Santos, a vitória são-paulina teria um caráter especial: pertence ao time tricolor a maior goleada do Pacaembu, justamente em cima do Santos, disputada em 16 de junho de 1944: 9x1, isso mesmo, são-paulino, você não leu errado: NOVE!!! Enquanto isso, hoje o time sua para ganhar de 1x0, que tristeza... 

E o time tricolor entrou em campo sabendo da necessidade da vitória - seria a segunda seguida - e da possibilidade de uma folga maior na zona de rebaixamento: o foco foi tão grande, que logo no começo, viu-se o time tricolor ganhando cada bola, chegando mais fácil à área rival e o melhor de tudo: Hernanes e Cueva inspirados. Foi do camisa 15, que saiu o passe para aos 17 minutos do primeiro tempo, Marcos Guilherme ver o goleiro Vanderlei adiantado e fazer um GOLAÇO por cobertura: 1x0 e a torcida foi ao delírio!!! Ainda no primeiro tempo e sem dar fôlego ao Santos, Hernanes dá belo passe para Cueva, que toca na saída de Vanderlei e a bola entra lentamente no gol: 2x0 São Paulo e isso aos 21 minutos do primeiro tempo...

Ainda no primeiro tempo, a arbitragem "entrou em campo" a favor do Santos: em lance que era tiro de meta para o São Paulo, deu escanteio e no rebote, o volante Alison descontou para o Santos e mesmo assim a torcida tricolor presente no Pacaembu continuou apoiando. Parecia que o São Paulo lutava para ser campeão e o Santos para não cair, como o time tricolor jogava fácil! 

No segundo tempo, o São Paulo quase vacila e toma o empate, teve várias chances para definir o placar e por justiça deveria ter goleado, mas no fim, prevaleceu o 2x1 e a vitória tricolor. Se atualmente não há jogador são-paulino com passagem pelo Santos (Wesley está no Sport e Hudson no Cruzeiro), o técnico Dorival Júnior ficou mais de 2 anos no time da Vila Belmiro antes de finalmente treinar o São Paulo, então sim, teve "lei do ex" ontem no Pacaembu! 

Depois do jogo, o Santos demitiu Levir Culpi: mas para os são-paulinos interessa é que o pesadelo do rebaixamento (em 2017) está chegando ao fim e que nos próximos anos, a diretoria saiba o que fazer no começo do ano, para que time e torcida mereçam reescrever a história que sempre coube ao São Paulo, com TÍTULOS. 

Rumo à vitória, São Paulo!




Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados