PAROU NOS 45 PONTOS!!! Em jogo horrível, São Paulo vai a Porto Alegre e perde para o Grêmio

06:27:00


Não há dúvida do quanto São Paulo e Grêmio têm muita história e merecem ser reverenciados por isso a cada momento: inclusive fizeram a decisão do Brasileirão de 1981, com vitória gaúcha no Morumbi, mas ontem independente dos jogadores envolvidos, sabe-se que o São Paulo "enfraqueceu" o confronto pela posição na tabela, obviamente e porque fora de casa neste Brasileiro tem deixado muito a desejar.

Defesa do São Paulo demora uma enormidade para reagir e deixa Geromel cruzar com tranquilidade (Foto: reprodução)
Defesa do São Paulo demora uma enormidade para reagir e deixa Geromel cruzar com tranquilidade (Foto: reprodução)

Ontem o jogo foi horrível, muita marcação, pouquíssima criatividade dos dois lados, jogada em velocidade também era algo raro, afinal, o meio de campo era o setor mais povoado: a arbitragem também deu o que falar parando o jogo em cada lance, com absoluta falta de critério e isso ficou claro quando amarelou três jogadores são-paulinos no primeiro tempo - Jucilei, Hernanes e Arboleda tomaram cartão amarelo, sendo que o meia e o zagueiro estavam pendurados e não jogam contra o Botafogo - e do lado gremista somente o zagueiro Pedro Geromel foi advertido nos 90 minutos.

A imagem acima claramente mostra a demora na recomposição da defesa do São Paulo após o passe do lateral direito Edilson para o zagueiro Geromel: com o tempo a mais para dominar a bola, o zagueiro gremista chuta, Sidão defende com dificuldade, Arboleda dá uma de Lucão - que não deixou saudade nenhuma nos lados do São Paulo - e em vez de rebater a bola para a lateral ou linha de escanteio, vai rebater para a frente, sem prestar nenhuma atenção que lá está o também zagueiro do Grêmio Kannemann, que "serve de escudo" para a bola do equatoriano e entra no gol de Sidão. 1x0 Grêmio.

Várias vezes o time "parecia não falar a mesma língua": tabelas não eram completadas, atacante desarmado com facilidade e assim termina o primeiro tempo, sem muito o que comemorar. No segundo tempo, "ligeira" melhora são-paulina, mas nada que empolgasse, dando a entender que time alcançou o limite físico e técnico nesse segundo turno depois de fazer a primeira metade do campeonato de forma vergonhosa, tanto que se observar bem, mesmo com Cueva, o time não foi tão bem contra o Atlético-GO (venceu, é verdade, mas já não jogou tão bem e deu sorte de Hernanes fazer o gol) e de lá até aqui, com o peruano na seleção - sim, também vale ressaltar isso - o time caiu de rendimento tanto no ataque, mas por que cairia na defesa também que não é especialidade dele? Não fosse Sidão, o São Paulo estaria bem pior.

No fim, Grêmio 1x0 São Paulo e olha que curioso: separando as tabelas em dentro e fora de casa, o time paulista tem aproveitamento de campeão - ou de quem disputaria diretamente a Libertadores - contando somente os jogos em casa, mas quando se olha os jogos fora de casa, entende-se a dificuldade e o porquê o São Paulo "parou" nos 45 pontos: aproveitamento ridículo, típico de zona de rebaixamento e para desespero tricolor, o time ainda tem mais uma partida fora contra o Coritiba: agora vai???


Rumo à vitória, São Paulo!












Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados