Na despedida de Lugano, São Paulo encara o Bahia no Morumbi

15:00:00


Lugano e Dorival Júnior: ídolo será titular contra o Bahia (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)
Lugano e Dorival Júnior: ídolo será titular contra o Bahia (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

Contra o Bahia o São Paulo joga sua última partida no ano, mas não é qualquer uma: é a despedida de Diego Lugano, grande ídolo da recente história vencedora do clube. Em campo com a camisa tricolor ganhou todos os títulos possíveis, mas o que mais chama atenção é a forma como se comporta fora dele: não reclama de não estar sendo relacionado muito menos de não estar jogando, sempre incentiva quem entra e os mais jovens, evitou se transferir quando o time corria risco sério de rebaixamento, reduziu salário para renovar e caso a situação exija, aparece nas coletivas para não "segurar a bronca" e não deixar o problema do time atingir os mais jovens do elenco.

O zagueiro, que é o segundo jogador com mais partidas no clube em atividade (só perde para o companheiro de posição Rodrigo Caio), desconsidera a hipótese de "jogo de despedida" porque ídolos maiores que ele não tiveram e encara o final de sua segunda passagem - talvez a última partida como profissional - como jogo comum. Alguém simples, humilde e por isso já merece todas as homenagens possíveis.

Quanto ao jogo: Hernanes e Pratto serão poupados por motivos diferentes - o argentino para descansar da desgastante temporada, inclusive jogar várias partidas machucado e o polivalente meia aproveitou a folga para fazer uma cirurgia de desvio de septo (correção no nariz) -, mas Dorival já usou o treino de hoje para confirmar a escalação de domingo que será a seguinte: Sidão, Éder Militão, Lugano, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei e Petros; Shaylon, Marcos Guilherme e Cueva; Brenner.

A possibilidade de classificação à Libertadores é remota, mas existe: depende de combinação de resultados e passa por uma goleada superior a 4 gols diante do Bahia, derrota botafoguense, Atlético-MG e Chapecoense não podem vencer seus jogos e ainda passa por aquela "torcida extra" para o Flamengo ser campeão da Sul-Americana diante do Independiente (ARG) para que o G-8 vire G-9, ufa, que sufoco: se acontecer boa parte disso (ou tudo isso, quem sabe), o São Paulo vai à Libertadores do ano que vem!

Rumo à vitória, São Paulo!


Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados