Ao contratar Sirotkin, Williams abre mão de buscar vitórias

18:26:00
Após colocar Robert Kubica como piloto reserva de sua equipe, a Williams anunciou hoje (16), a contratação do russo Sergey Sirotkin para a temporada 2018. E o critério utilizado para tomar essa decisão foi o técn... financeiro, e tão somente financeiro. Já que o polonês ofereceu menos da metade da grana que o russo disposibilizou. Kubica será o terceiro piloto, e Sirotkin um dos titulares.
Há 20 anos sem conquistar um título de construtores, e a seis sem vencer uma única corrida - a última foi aquele miracle de Pastor 'crash' Maldonado, em Barcelona 2011 -, a equipe de Groove mostra ao mundo que ela não quer ser campeã.
Depois de ver sua verba destinada a Fórmula 1 desabar no final da década passada, a esquadra inglesa tomou a decisão de encher o porquinho e ser feliz.
Desde 2014, quando a Randstad (impresa de implementos eletrônicos) resolveu lhe apoiar de forma um pouco maior, juntamente com apoios menores, a equipe britânica passou a lucrar, lucrar e lucrar. Tanto que após o acordo em troca de fornecedor de motores (Ford/Mercedes), a turma captaneada pela família Williams, passou a recuperar-se financeiramente dentro da F1, e ficou apenas nisso.
Em 14, encontraram' um carro que tinha um motor muito forte, e com base nele, a equipe foi uma das protagonistas naquela temporada, terminando em terceiro entre os construtures, e chegando a dar um calor na até então imbatível Mercedes. Em 15 e 16, viveu de lampejos, e para 17, nem isso teve. Além de uma grana generosa para liberar Valtteri Bottas à Mercedes, motores sem custos para 2017 e afins, ela se vendeu para ter Lance Stroll e sua $impatia. Agora faz o mesmo com Sirotkin, sendo que a opção mais correta para um desenvolvimento técnico, seria Felipe Massa. Mas o piloto brasileiro esteve longe de ter a bufunfa generosa que a scuderia desejava.

Ao apostar em Sergey, que foi campeão de alguma coisa na vida pela última vez em 2011, e foi o terceiro piloto de uma Renault - a qual por um bom tempo foi uma carroça -, não faz sentido confiar que ele será o líder de desempenho da equipe. O russo é apoiado pelo forte banco russo SMP, e isso é o suficiente para o 'jênial' e visionário planejamento da Williams.








Foto: Reprodução/Williams






por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados