Estamos contigo, Dudu!

10:34:00
Faríamos o pós-jogo de Botafogo-SP 0x1 Palmeiras. Mas devido a alguns babacas que se fingem palmeirenses, e criticam de forma exacerbada o nosso capitão, teremos excepcionalmente hoje, uma carta de apoio ao nosso ídolo Dudu

Me lembro do dia em que você foi anunciado, "olha o chapéu" eles diziam para fazer chacota com os rivais e caiam na risada. Eu me lembro de 2015, me lembro como se fosse ontem, tu fez parte da nossa reconstrução, como não lembrar? Como não lembrar da Copa do Brasil? Como não lembrar dos seus dois gols? Como não lembrar de cada com em cada clássico? Ou daquela comemoração tirando o chapéu pra cair ainda mais nas graças da torcida... Como não lembrar da sua raça? Da sua determinação e do seu carinho com esse clube que a gente tanto ama e que você aprendeu a amar também.

Tanto quanto nós eu sei que você queria que aquela bola tivesse entrado e aquela outra que passou tão longe tivesse apenas a direção que você queria. E aí se deu avalanche de comentários desrespeitosos, daqueles que diferente de muitos não tem a memória curta ou apenas não viam necessidade de o tratar como se nunca tivesse feito nada por nós e que pecado.. quanto pecado. Cobrar é normal? É super normal, são ossos do ofício certo? Cobrar com respeito e educação, sem esquecer a pessoa que você é. Cobrar sabendo que você tem o que oferecer e vai oferecer, cobrar sabendo que você se cobra o dobro e que tem um ano inteiro pra se mostrar.

É o segundo jogo, tá tudo bem! O ano começou agora e tá tudo bem! O campeonato só tá no início e tá tudo bem! O gol não saiu ontem mas ainda vai sair e tá tudo bem, sabe por que? Porque primeiro vem a tempestade e depois o arco-íris! Logo logo aqueles que o diminuíram voltaram a te exaltar.

Não tenha a memória curta como as pessoas que lhe ofendem, lembre-se de cada vez que seu nome foi ecoado pelo Allianz, de cada com que comemoramos com você e de cada vez que o chamamos de ídolo. Lembre-se da sua felicidade aqui e use-a como motivo para dar a volta por cima.

Ergue a cabeça meu capita, pois talento e raça você tem de sobra. 


Foto: Flickr/Palmeiras

Por: Sabrina Neri

Compartilhe isto

Sou Paulo Junior. Palestrino, 23 anos, amante do futebol taliano e viciado em esporte.

Posts Relacionados