Lado P Da Bola aborda - Análise dos reforços do Verdão

17:01:00

Mais um temporada chegando e o Palmeiras não tem medo de colocar a mão no bolso quando se trata de contratações. Pelo terceiro ano consecutivo, é um dos clubes que mais investirão até agora, foram 5 contratações.

Diferente do ano passado (2017), o Palmeiras fez contratações pontuais. Marcos Rocha e Diogo Barbosa foram contratados, são laterais que tem força no ataque, chegam com status de titularidade. O meio campista Lucas Lima é o reforço mais badalado, o jogador é ágil e dará velocidade para o time. Enquanto Weverton deve batalhar com Jailson e Prass pela preferência no gol. Emerson Santos chega como opção para a zaga, além de contar com Roger Machado o novo técnico do clube. É um Palmeiras 2018 ganhando forma.

O Palmeiras espera que o investimento feito esse ano dê resultados, ao contrário do que foi em 2017, o investimento milionário acabou jogando contra, o entendimento era de que o Palmeiras tinha montado uma seleção para ganhar tudo o que disputasse, mas insucesso, palmeiras passou o ano em branco. 

Diante do fracasso que foi a temporada passada, a diretoria tirou algumas lições para não cometer os mesmos erros, e 2018 acabar terminando igual a 2017.

O novo planejamento que se ouve da diretoria é que Roger Machado terá mais tempo para trabalhar, Eduardo Baptista não teve. A diretoria compreende que necessita dar mais tempo, e Roger não será cobrado pelo desempenho no campeonato Paulista e terá tranquilidade para impor suas ideias no elenco. Roger já teve contato com o elenco na última semana de novembro, ao contrário de Eduardo Baptista que começou o trabalho na academia de futebol em janeiro (2017). 

Haverá um fato novo, o agora ex lateral Zé Roberto, que terá cargo na diretoria, uma voz respeitada, para fazer o elo entre todos as partes pra evitar problemas de vestiário (que não foram poucos em 2017).

Diretoria aprendeu que menos é mais, desta vez não será uma baciada de reforços, e  manteve a base do time e fez contratações precisas para posições mais carentes.

Aprendizados do último ano á parte, o Palmeiras terá quatro competições, todas com seu nível de importância. Por isso há a importância de ter um elenco com profundidade e qualidade, o que tem sido a marca do Palmeiras nos últimos 3 anos e deve ser novamente em 2018. 

O Palmeiras terá um ano de muitas espectativas e jogos grandiosos. Títulos ninguém pode afirmar, mas tenho total convicção que todos, diretoria, comissão, técnico, jogadores, sabem da responsabilidade e entendem que em todas as competições que o Palmeiras entra, entra pra vencer. 

Com toda a estrutura que temos, nossa torcida apaixonada incentivando a cada jogo, e pelo grupo qualificado e unido que possuímos o ano de 2018 promete render muitas alegrias. 

Avanti!








por: Anna Dinelli

Compartilhe isto

Posts Relacionados