Empate justo, resultado equivalente ao jogo.

21:35:00
Nico jogou de titular nos dois tempos, o jogo todo. Mesmo com empate, foi bem. Foto: Internacional/Divulgação

O que dizer da partida? Não há muito o que dizer, pois era notório o “jogo” ser assim. Feio, esquisito, cheio de balão (eu quero acreditar que foi uma homenagem ao festival de balonismo que ocorre no litoral norte, na praia de Torres). Odair desde o princípio compreendeu que teria de fazer diferente, jogar feio, estranho, todo errado, pois o campo não fazia jus ao futebol o qual sua equipe se habituou e está “acostumada” a jogar, com a bola ao chão. Teve de contrariar sua convicção de futebol e jogar pelo alto, que trágico. Lomba substituiu Danilo, Nico ocupou a vaga de Pottker, ambos lesionados.

Com a intenção de preservar a zaga titular mesmo Klaus estando no banco de reservas, a reestreia de Rodrigo Moledo com o manto foi adiantada. O zagueiro agora camisa 4 está sem ritmo, muito tempo sem jogar, vale ressaltar. E para ele desbancar a zaga titular composta por Klaus e Cuesta, terá que trabalhar 10x mais. Por mais que o jogo em sí não tenha sido dos melhores, parece que o uruguaio criou uma motivação após o jogo passado, em que marcou o gol que decretou a vitória colorada e resolveu jogar bola...É, na verdade fez algumas jogadas boas, mas realmente o campo não era um tapete parece facilitar seu futebol. Conseguiu pelo menos chutar a gol e também dar um passe açucarado para Marcinho que chutou “mascado” no goleiro adversário.

Camilo mais uma vez abaixo do esperado, Claúdio Winck poderia aproveitar o vestibular de inverno, estudar ou posar para as câmeras, se tornar modelo (tirando proveito sobre a mulherada comentar muito de sua beleza), pois futebol parece mesmo não ser o seu forte. Não há mais o que esperar deste jogador. Wellington Silva, com situação idẽntica á Moledo, segue sem ritmo, sobretudo foi seu segundo jogo e com isso adquiri físico e ritmo. Zero a Zero, resultado justo. Inter na liderança.

 O próximo jogo do Inter é na quarta-feira (21), às 19h30, contra o Remo, no Mangueirão, pela segunda fase da Copa do Brasil. No Gauchão, a equipe volta a campo no domingo (25), às 17h, para enfrentar o São Luiz, no Beira-Rio.

                                                            Hugo Severo.

Compartilhe isto

Posts Relacionados