Nene e Cueva decidem e São Paulo avança para a 3ª fase

13:38:00

Rodrigo Caio em ação contra o CSA: mais um jogo sem sofrer gols (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Rodrigo Caio em ação contra o CSA: mais um jogo sem sofrer gols (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Depois de três vitórias seguidas e sem ser vazado - obviamente sem contar o jogo de ontem -, o São Paulo tinha muito para comemorar e claro que queria vencer em Maceió para manter a boa fase - e sair classificado, nem que fosse nos pênaltis - e evitar que imperasse a "teoria do caos" formulada pela imprensa esportiva na terça-feira, dois dias antes do jogo contra o CSA, que previa eliminação tricolor, demissão do técnico, possível derrota contra o Santos no Morumbi, para tentar uma vitória totalmente pressionado diante do Ituano fora de casa na quarta-feira.

Dorival Júnior vê jogada treinada dar resultado em campo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Dorival Júnior vê jogada treinada dar resultado em campo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)


Quem acompanhou o jogo no primeiro tempo, viu um São Paulo medroso, distante entre seus principais jogadores e literalmente dando chances  (e porque não esperanças de classificação ao CSA), assim como Nene e até Militão participando um pouco mais da criação, mas uma dificuldade grande dos demais  jogadores de chegar ao ataque ou mesmo concluir as jogadas, que eram facilmente interceptadas pelo adversário, enquanto que o CSA parecia ter "o jogo na mão" porque subia ao ataque quando queria e com facilidade, exigia muito de Sidão e não tinha praticamente nenhum trabalho lá atrás, ou seja, para o São Paulo terminar o primeiro tempo no 0x0 foi uma vantagem gigante.

Segundo tempo e as coisas voltaram ao seu devido lugar: logo aos 3 minutos, após tabela com Cueva e num cruzamento rasteiro de Marcos Guilherme, Nene só teve o trabalho de tocar para as redes e correr para o abraço, fazendo 1x0 0 São Paulo. A torcida do CSA que cantou o primeiro tempo inteiro, começou a cobrar, o time da casa começou a ficar nervoso demais e o goleiro Mota tentando evitar o possível segundo gol tricolor, sai afobado, derruba Diego Souza na área e o juiz Bráulio da Silva Machado marca corretamente o pênalti. Cueva converteu e ampliou: 2x0.

Dorival fez as 3 substituições: trocou Nene pelo estreante Valdivia, Shaylon no lugar de Cueva e colocou Caíque - que substituiu Marcos Guilherme, sentiu cãibra perto dos 20 minutos do segundo tempo e jogou as últimas 29 partidas seguidas -. O estreante Valdivia, camisa 21, jogou bem, teve boa movimentação pelos lados e se for o jogador que encantou o país jogando pelo Inter, tem tudo para ter uma boa sequência no São Paulo: como o time volta de Maceió hoje e tem o clássico domingo, de repente, Dorival pode escalar um time misto e promover a estreia do jogador já como titular no Paulista.

O nervosismo tinha passado e o time estava sabendo tomar a atitude que faltou no primeiro: não ir ao ataque toda hora, fechar na defesa quando fosse preciso e quando criasse chance lá na frente, aproveitar e aos 47 minutos do segundo tempo, Yuri do CSA foi expulso, mas o jogo estava decidido: São Paulo 2x0 e classificado à próxima fase - quarta vitória seguida e sem tomar gols -.

O próximo rival na Copa do Brasil será o CRB-AL, mas dessa vez o confronto será decidido em dois jogos, em data ainda a ser definida.


Rumo à vitória, São Paulo!


Equipe São Paulo: Twitter | Facebook


Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados