Após lesão, PSG se mostra capacho de Neymar

20:45:00

Uma semana após lesão + rito de cirurgia do pé direito de Neymar,  fica claro que o clube francês se parece com uma pessoa que possui muito dinheiro, pouco pulso firme e pouca inteligência.

Se mostra perdido em rumos de recuperação sobre seu camisa 10, mostra deeencontros de informação por coisas básicas para com a imprensa e principalmente, para com a sua torcida. Tanto que a maior prova dos erros básicos está por conta de Unai Emery. O treinador espanhol que está por um fio de ser demitido - isso poderá ser ratificado em caso de nova eliminação na Champions -, parecia o Armando Volta da "Escolinha do Professor Raimundo', na base do: "Sei e não sei". Não bastando decisões contraditórias em sua filosofia de trabalho, e muitas vezes trazendo para si o foco das atenções, Unai é um dos pilares de oscilação dos parisienses.

Outros dois pilares claudicantes do clube francês, são a atitude de equipe médica e diretoria. Alegaram requerer Neymar em Paris, se recuperando sob tutela de suas instalações e equipe médica. Mas acabaram rapidamente cedendo aos pedidos do staff do jogador, e do próprio Neymar.

Agora, após deixarem brechas sobre a possibilidade de Neymar jogar na terça-feira, pela partida de volta das oitavas d final da Champions League, diante do Real Madrid(?!), afirmam internamente que a CBF teria pressionado nos bastidores para um melhor tratamento de Neymar Jr, no Brasil - a imprensa francesa também alega, mas com provas 'concretas' um tanto quanto duvidosas -, agora afirmam que daqui 6 semanas, é que irão comunicar novamente o estado de recuperaçâo do menino Ney.

Ou seja, diante todos esses aspectos que foram brevemente dissecados, pode-se afirmar que pesou muito mais a decisão do jogador - que no fundo, sempre quis se recuperar no Brasil -, do que propriamente da Confederação Brasileira de Futebol. Nem mesmo com a CBF metendo ou não, seus pauzinhos na jogada/se borrando de medo da situação física do jogador para a Copa do Mundo, tira o fato do Paris se mostrar prostrado aos pés do atacante brasileiro. Se mostra disposto a ceder cada vez mais pelos desejos de sua maior jóia, e ao que tudo indica, seguirá sendo capacho de Neymar, até o dia que o jogador bem entender/quiser sair do clube.








Foto: Reprodução/Goal









por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados