CAIU DE PÉ - Tricolor joga de igual para igual, mas perde no tempo normal e nos pênaltis para o Corinthians

11:52:00
Nenê tem sido um dos melhores sob o comando do treinador uruguaio (Foto: Marcos Ribolli)
Nenê tem sido um dos melhores sob o comando do treinador uruguaio (Foto: Marcos Ribolli)

Quem visse o São Paulo no começo do Paulista - e da temporada - e nos 15 primeiros dias de trabalho de Diego Aguirre, imaginava estar vendo dois times: o de antes não tinha regularidade nos jogos porque ia bem em um tempo e mal no outro, lentidão nos contra-ataques, péssimo posicionamento quando o rival estava com a bola e com isso, muitas e dolorosas surpresas que resultavam em muito trabalho para Sidão ou mesmo derrota para o time, enquanto que tirando obviamente o jogo contra o São Caetano na abertura das quartas de final do Paulista onde o São Paulo foi demasiadamente lerdo, Jean falhou e o ataque não produziu, nos demais, o que se viu foi diferente: muitos passes rápidos em direção ao gol, posicionamento da defesa sem a bola cercando o rival para dificultar o passe e o início da jogada, contra-ataque muito rápido e o time com garra, desde o começo, aproveitando as chances que surgiam - com reforços pontuais e a volta de alguns, como o meia Valdívia, o time tem chance de ir longe no ano - .

Liziero esteve em todos os jogos sob o comando de Aguirre, seja começando como titular ou entrando no segundo tempo (Foto: Marcos Ribolli)
Liziero esteve em todos os jogos sob o comando de Aguirre, seja começando como titular ou entrando no segundo tempo (Foto: Marcos Ribolli)

O time mudou a postura e assim chegou às semifinais: como dizem, mata-mata "começa outro campeonato" e é verdade, afinal, aquele time com campanha pior normalmente começa a se entrosar e quem está melhor passa um sufoco até então inimaginável e quem pensava num São Paulo x Corinthians que o alvinegro passaria fácil pelo momento que vive, errou feio: o time tricolor jogou melhor no Morumbi e venceu, vendeu caro a derrota ontem, perdendo no último minuto, com gol de Rodriguinho, resultado que levou para os pênaltis e novo sufoco: 5x4 para os corintianos com duas defesas de Cássio e uma de Sidão - que repetiu seu jogo no Audax na mesma Arena Corinthians (a questão do nome do estádio não foi definida, mas isso é outra história) e defendeu o chute de Rodriguinho -.

Tristeza para o jovem Liziero, que após as contusões de Reinaldo e Edimar, foi alçado às pressas da base para o profissional para suprir a carência da lateral-esquerda, mas se destacou com Aguirre jogando de volante e ficou encarregado da dura missão de bater o que foi o último pênalti: ele não bateu mal, pelo contrário, do outro lado, Cássio fez uma defesaça e impediu que continuasse a sequência de cobranças de pênaltis e desse esperança aos são-paulinos de uma merecida vaga na final do estadual, culpa nenhuma e ainda terá muitas outras chances de se redimir desse momento e dando alegrias ao torcedor tricolor.

Infelizmente quem agiu mal foi a Total Acesso, site responsável pela venda de ingressos do São Paulo: com o jogo ainda em andamento e vaga indefinida, já divulgou venda de ingressos do São Paulo para a final de sábado contra o Palmeiras e isso não só foi parar em todas as redes sociais, como para piorar tudo após a classificação corintiana, a imprensa levantou esse infeliz tema com jogadores e o presidente Andrés Sanchez e claro, o nome são-paulino que está tentando se reerguer e que faz o torcedor sofrer há anos, foi vítima de uma chacota totalmente desnecessária, VERGONHOSO!!!! 

Depois desse fatídico episódio, que o clube rompa contrato com essa empresa e contrate outra para vender os ingressos do clube.

Rumo à vitória, São Paulo!!!

Equipe São Paulo: Twitter | Facebook


Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados