O Halo é uma porcaria?!

19:48:00

O Halo definitivamente é uma porcaria. De visual feio, não totalmente seguro quanto se fora mostrado, e de dificuldade para saída em caso de um capotamento. Que não ocorra nenhum incêndio num monoposto da categoria. Pois acredite: O HALO É UM ÍTEM DE SEGURANÇA QUE ATRAPALHARÁ OS PILOTOS EM OCASIONAIS INCIDENTES. E dependendo do que ocorrer, esta porcaria atrapalhará.

Mas isso pode ocorrer com qualquer peça do carro? Pode! É um risco. Mas o Halo é um risco calculado com muita feiura estética. O grupo de estratégia da categoria que é captaneado por Ross Brawn, sabe perfeitamente que era sim necessária a implementação de uma proteção aos cockpits dos pilotos. Mas não carecia ser através dessas 'tiras de chinelos' que foram agregadas aos carros. Pois além de feios, estragam onboard's dos carros, simplesmente tapam patrocinadores que pagam e muito para exporem suas marcas no carro, e em especial no bico/parte frontal do carro.

As queridas 'Havaianas' acertaram em cheio ao firmarem contrato com a Force India, para estamparem sua marca em 15 das 21 etapas da temporada. Mas é na parte frontal do Halo, e dependendo do quadro de imagens ou fotos, tal logo não será devidamente exposta.

Ah, mas a segurança é um caminho sem volta e os monopostos deverão ser melhor protegidos. Mas ora bolas, não daria para formular um aparato menos feio e mais eficiente/menos questionamentos? O Windscreen que será utilizado em 2019 ou no máximo em 2020 pela Indycar - e que já foi testado pelo piloto tetracampeão da categoria Scott Dixon, na pré-temporada de 2018 -, é bem mais cômodo para pilotos e visão de fãs e telespectadores.

O Windscreen teve suas falhas detectadas, mas que já estão sendo resolvidas. Enquanto o Halo, deve ficar com esse treco bizarro ao menos até o final de 2020, quando um novo 'Pacto De Concórdia' será assinado entre as equipes que disputam a categoria, juntamente com um novo regulamento técnico e desportivo a ser implementado por determinados anos.

A esperança imediata de remoção dessa jeringonça meio segura e feia dos carros da F1, é quase nula. Resta torcermos para uma nova solução de segurança, ou teremos que engolir a seco essa porcaria chamada Halo. Segurança sim, mas que seja confortável de fato para pilotos, equipes e telespecs/fãs da categoria. Do contrário, isso afastará aficcionados da categoria.

E isso tudo vale ser dito para a Fórmula E. Que estragou seu belo 'Gen 2', ao implementar essa bizarra proteção em seus monopostos à partir da próxima temporada (2018/2019).

Que se resolva esse problema chamado Halo, ou o automobilismo poderá ter nova queda de acompanhantes de suas categorias, graças ao Halo. Mesmo que numa F1 com poucas ultrapassagens e regulamento técnico 'estranho', o 'tareco' de segurança é a constatação que a FIA comete um erro assustador. Erra ao tentar acertar, e poderá acerta consertando seu erro. Mas que se acerte logo!










Foto: Lat Images











por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados