Valdívia desencanta, São Paulo joga bem e vence CRB por 2x0.

12:34:00
Jean se benze antes de estrear pelo São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)
Jean se benze antes de estrear pelo São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Todo time grande precisa vencer e sempre que não vence, tem pressão e com o São Paulo por estar há 3 jogos sem conhecer o que é vitória, não foi diferente: imprensa esportiva e uma parte da torcida fizeram coro pela demissão de Dorival Júnior, mas Raí em reunião no Conselho de Administração e com membros da diretoria e os próprios jogadores em conversa privada com Leco, decidiram respaldar o técnico tricolor mostrando que o momento não era adequado e que apesar do resultado não estar vindo, o trabalho estava sendo bem feito.

Dorival precisou fazer algo diferente: uma por lesão - trocou Sidão que estava escalado como titular, mas sentiu contratura no adutor da coxa direita ainda no aquecimento e escalou Jean, jovem goleiro contratado do Bahia e que a torcida queria tanto vê-lo com a camisa são-paulina - e outra pra melhorar o rendimento ofensivo, colocando o jovem Brenner como centroavante, que sempre jogou assim na base, no lugar de Diego Souza, com Valdívia e Marcos Guilherme nas pontas.

Eder Militão, Brenner e Valdívia: destaques do São Paulo na partida de quarta-feira (Foto: Marcos Ribolli)
Eder Militão, Brenner e Valdívia: destaques do São Paulo na partida de quarta-feira (Foto: Marcos Ribolli)

Deu tão certo a escalação que assim que começou o jogo, em jogada de Hudson, o volante (mantido no lugar de Jucilei, machucado) foi derrubado por Feijão na área: o árbitro Leandro Vuaden bem colocado não hesitou e marcou pênalti, mas Cueva quis "caprichar" demais na cobrança e acabou chutando para fora, logo aos 8 minutos do primeiro tempo.

A perda do pênalti que poderia abalar o São Paulo e fazer o CRB "crescer no jogo" não surtiu efeito: o time tricolor continuou jogando do mesmo jeito, não deixando o rival praticamente tocar na bola, tanto que Brenner infernizou a defesa adversária e fez um excelente passe para Valdívia só completar para o gol e comemorar muito seu primeiro com a camisa tricolor: 1x0 São Paulo.

O time rival não chegava e o jogo estava muito fácil para o São Paulo, que vivia atacando em massa, criando várias chances para ampliar, conquistando escanteios seguidos e ficando com a bola no ataque. Em um lance, a defesa bobeou, Militão quase fez contra e Jean salvou, mas depois o goleiro se redimiu: em um belo lançamento para o camisa 13, que saiu rápido para o contra-ataque, tabelou com Cueva e recebeu na frente para fazer o segundo gol: 2x0.

Assim terminou o primeiro tempo e depois, o time caiu um pouco de ritmo, CRB melhorou a marcação nas laterais - onde o São Paulo "deitou e rolou" -, mas em momento nenhum, o time tricolor não foi ameaçado e mesmo perdendo muitos gols, saiu com uma vitória tranquila e uma boa vantagem para o jogo de volta no dia 14 em Maceió: o time venceu e convenceu!

Mesmo assim, a imprensa não aliviou na coletiva pós-jogo e em vez de perguntar o que ele achou dessa formação com Brenner, se gostou do jogo, etc.., o assunto da pauta foi "pressão", mostrando que mesmo jogando bem, não basta e o jogo não importa mais: se é "queridinho" dela, não cogitam demissão mesmo após sequência de resultados negativos e se não é, pode jogar bem que não vai importar, vão querer fritá-lo para que caia sozinho.

Rumo à vitória, São Paulo!


Equipe São Paulo: Twitter | Facebook


Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados