O Palmeiras precisa se reencontrar na temporada.

10:10:00

O Palmeiras fez sua pior partida em 2018, no empate diante do Boca Juniors. A equipe criou muito pouco no jogo todo. Sendo uma chance aos 45' do primeiro tempo e cinco na etapa final - incluindo o gol de Keno.

Keno o qual foi um dos únicos que se sobresaiu na gonorrenta partida que a equipe desempenhou. Bruno Henrique fez um bom segundo tempo, até cansar. Perdeu um gol que ele mesmo acreditou numa jogada estranha, a qual ele se enfiltrou dentro da área rival para dar uma opção ofensiva diferente a equipe, e tentou finalizações de média distância. Mesmo assim, foi muito pouco diante de uma equipe que pode render muito mais. Basicamente, os comandados de Roger Machado cometeram os mesmos erros da partida do último domingo, aceitou a marcação adversária e não teve soluções para escapar do ferrolho argentino. Nem no lance do gol de Keno houve uma jogada planejada e construída. Guerra aproveitou uma pixotada do volante improvisado na lateral direita, Jara, e deu a assistência para Keno finalizar em gol.

No mais, uma equipe sem criatividade, com Lucas Lima novamente previsível e um ataque que pouco pôde abaster seu finalizador, Borja novamente foi vítima de uma inoperância de criatividade da equipe, para com ele. Não se pode cobrar de um cara que foi contratado para marcar gols, que cruze e ele mesmo corra cabecear. Dudu foi anulado, jogou fora da área em que se sente confortável, e errou muito. Errou na mesma proporção que toda a equipe falhou.

Erro/falha clamorosa que novamente Antônio Carlos proporcionou. O que mais doeu, foi ver que o zagueiro palestrino errou da mesma forma em que 'jogou fora' o título paulista. Bote errado com passada estranha e uma pixotada clamorosa, no mesmo canto e meta que havia errado três dias atrás. O camisa 25 entregou um resultado novamente o resultado, SIM!

Ah, mas a equipe não jogou nada, e nem com as entradas de Moisés, Willian e Guerra, evoluiu. Mas falta controle e foco na 'Hora H'. Na hora em que é para decidir, a equipe falha. Foi assim na volta das semis e final do Paulista, e na partida diante do Boca, em que perdeu vantagens. Pois em jogos de alto nível, vacilar como a equipe vacila, é um tiro no pé. E se isso não for ajustado, o Palmeiras morrerá na temporada, antes da hora.

O empate em si diante do Boca visando pontuação, não foi de todo o mal. Mas o sabor de derrota e preocupação para um futuro próximo, amargam o líder do grupo 8 (7 pontos).

Agora o foco, é a estreia do Campeonato Brasileiro. Diante do Botafogo, a equipe terá que dar um jeito de reconquistar sua identidade e confiança. Caso contrário, a 'Turma do Amendoim' virá com força sobre o clube.








Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras












por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados