Opinião: o único invicto do Brasileirão precisa vencer (PRA ONTEM!!!)

16:04:00
Shaylon fez seu primeiro jogo pelo São Paulo com o técnico Diego Aguirre (Foto: Marcelo Hazan)
Shaylon fez seu primeiro jogo pelo São Paulo com o técnico Diego Aguirre (Foto: Marcelo Hazan)

Curiosamente, depois de 5 rodadas disputadas no BR-18, o São Paulo é o único invicto no campeonato - mas engana-se quem pensa que time tricolor é o líder -. Dos 15 pontos disputados, ganhou 7, afinal, contra o Bahia, somou o quarto empate seguido, embora esse tenha sabor de vitória pois foi obtido no último minuto de jogo, após golaço de Shaylon, jogador da base tricolor e que estreava sob o comando de Aguirre - entrou justamente  nos minutos finais e salvou o time da iminente derrota em Salvador - .Atualmente, o São Paulo é o 12º colocado, com apenas 1 vitória e 4 empates - mas com vários times à frente com 7 pontos e o Flamengo, líder, com 10: ou seja, por enquanto, essa posição não é algo tão ruim como parece, mas sem dúvida o time precisa urgente de vitórias - .

Júnior Tavares retornará ao São Paulo (Foto:  Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Júnior Tavares retornará ao São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Quando Aguirre logo depois do empate na Fonte Nova, domingo, disse na coletiva estar incomodado com a sequência de empates tricolores - são 4 seguidos contra Ceará, Fluminense, Atlético-MG e Bahia -, isso já é um bom começo: mas a postura extremamente defensiva (tantas vezes citada aqui como defeito), algumas vezes problema ou até mesmo nulidade na criação e problemas no ataque precisam ser resolvidos e logo: afinal, domingo, no Morumbi o São Paulo enfrenta o Santos e todos nós sabemos que vencer clássicos não tem sido o forte do time há muitos anos e o time alvinegro venceu o São Paulo no único clássico entre eles, ainda pelo Paulistão desse ano - verdade que no comando de Dorival Júnior, mas Gabigol aproveitou a única chance santista, num jogo que o time tricolor bombardeou Vanderlei, mas como perdeu chances e não aproveitou, saiu derrotado na ocasião -.

Destaque na última rodada, o garoto Shaylon - como já falado acima - fez um golaço contra o Bahia, garantiu o empate tricolor -, esperou quieto a sua vez, não tinha trabalhado com Aguirre ainda, entrou nos últimos minutos e entrevistado pelo Globoesporte.com disse que a conversa que teve com o técnico deu tranquilidade a ele: superou todo aquele tempo de quase 3 meses sem jogar e acabou conseguindo entrar, ter boa atuação, fazer o gol e espera por mais chances - afinal, Cueva, principal concorrente pela vaga, não só foi liberado por causa do nascimento do filho, como também depois vai se juntar com a seleção peruana para a Copa do Mundo -. Vale ressaltar que o peruano era reserva de Nene, em melhor fase no clube, portanto, a liberação antecipada de Cueva não atrapalhará tanto como antes e Shaylon terá como mostrar seu futebol e conforme matéria do LANCE! outros jogadores da base do clube que subiram, devem ter chance também, aproveitando o sucesso do jovem camisa 20 e que tem contrato até 2022.

Curiosamente e na tentativa de conseguir algum dinheiro a mais também, o São Paulo ciente que o Rennes-FRA não poderia contratar ninguém agora por causa da janela europeia de transferências fechada, emprestou o lateral-esquerdo Júnior Tavares para um "período de testes" de 20 dias - se a compra fosse confirmada, o São Paulo receberia R$ 10,8 milhões -: jogador acabou devolvido pelo clube francês apesar de "comprovar suas boas qualidades", segundo a nota oficial do clube europeu, embora Raí, executivo de futebol do São Paulo, acredita que ele seria vendido por valor abaixo do justo e o Rennes não teria esse valor: se o clube brasileiro tivesse pensado nisso antes, imagine quantos encostos teria deixado de contratar para vestir sua gloriosa camisa e deixado de passar vergonha? "Período de testes" de jogador brasileiro em clube minúsculo europeu? 

Perdão aos "entendidos da bola", mas achei cagada terem feito isso com o argumento tosco de quererem valorizar o jogador, principalmente depois do episódio da mãe dele "melar" negociação do jogador com o rival Corinthians, ano passado: jogador poderia e deveria ser valorizado em campo, tem 20 anos, muito mais potencial que o Edimar, seu concorrente direto pela reserva na lateral-esquerda - o titular no momento, indiscutivelmente é Reinaldo - e se jogar bem, aparecer nos jogos grandes, fatalmente o clube logo conseguirá uma boa venda para um clube de maior expressão que o Rennes lá fora e terá chance de "compensar" essa não negociação com o Corinthians e essa devolução pelo clube francês, que está longe de ser um dos grandes do país, comprova isso: foi uma atitude tosca e precipitada de quem deveria ter a cabeça no lugar, ou seja: criticaram tanto a atitude da mãe do jogador e fizeram igual ou pior que ela, mesmo não devendo.

Que fase!!!

Rumo à vitória, São Paulo!

                                                                                                                       
  
                                                                                 
                                                             Equipe São Paulo: Twitter | Facebook
                                                                       por @ManoelRocha4 
        

Compartilhe isto

Bacharel em Direito, acompanha futebol desde sempre e dá seus pitacos quando é e quando não é chamado. Ama o S.P.F.C. incondicionalmente e despreza os rivais, a menos que estejam em boa fase, nesse caso, os odeia.

Posts Relacionados