Real Madrid empata com o Bayern e retorna a decisão da Champions.

18:50:00

O Real Madrid tentará seu 13° título da Champions League, 3° de forma seguida - buscar ser o primeiro tri campeão desde a década de 70, com o Bayern De Münich -, em sua 5 final nos últimos 15 anos.

Números impressionantes, mas que por pouco foram esquecidos. Já que o Bayern foi superior ao Madrid, e quase chegou a decisão. Já que Kimmich abriu o placar aos 3' da etapa inicial, após falha do sistema defensivo dos madrilenhos. O Bayern se aproveitou de uma inversão de bola bem feita, e de uma lentidão da marcação rival no acompanhamento da jogada. Além disso, Sérgio Ramos errou na hora de desarmar o cruzamento e fez com que a bola ficasse a feição do camisa 32 dos bávaros. 0x1 e a certeza que jogo estava definitivamente pegando fogo.

Oito minutos após, um erro defensivo do Bayern que fora idêntico ao do Real. Modric fez uma inversão/lançamento à Marcelo, que se aproveitou de uma lentidão de rotação defensiva alemã, para superar facilmente a marcação rival e com liberdade dar uma assistência para Benzema. O lateral brasileiro não cruzou, e sim, deu um passe para Benzema marcar o gol de empate. Tendo o 2° erro no lance, surgido em falha individual de David Alaba. O lateral/meia/volante errou no senso de antecipação de lance, correu para frente, permitiu Benzema antever o erro e notar que havia um costado vago para o atacante francês. Foi nisso que veio o empate da partida.

A rigor, os madridistas tiveram uma chance aguda de gol, com Cristiano Ronaldo. O português em jogada individual, finalizou de perna esquerda na entrada da grande área, mas parou na boa defesa do goleiro Ulreisch. Já a equipe de Munique, teve chances com Thomas Müller, Robert Levandowski e James Rodriguez (na mesma sequência de jogadas), e com Tolisso. Isso que a equipe alemã pouco chutou em gol, diante da meta defensida por Keylor Navas. Nem em média distância havia liberdade para chutes da intermediária. Mas volume por volume, o lado vermelho de Munique acabou sendo muito maior e melhor nesse sentido.

Ainda houve uma penalidade não marcada em favor do Bayern, aos 43' do 1° tempo, em uma bola desviada no braço de Marcelo, DENTRO DA GRANDE ÁREA. Nem árbitro auxiliar, central, e escambais, notaram a irregularidade.

Na etapa final, com 21 SEGUNDOS, Ulreisch 'errô' em bola, pixotou na frente de Benzema e entregou o 2° gol ao merenges. Um golpe muito duro para os atuais penta campeões alemães. Pouco depois, Cristiano Ronaldo teve uma chance cara a cara c o goleiro e isolou. Raridade para o Robozão, que sempre fora letal em finalizações do tipo. Seria o 3x1 e um emcaminhamento gigantesco da vaga a decisão. Não foi, e acabou o erro sendo castigado pelo Bayern De Munique.

Os bávaros buscaram o empate com James Rodriguez - o qual não comemorou o gol, em respeito a sua ex-equipe -, numa jogada  que o próprio James chutou na entrada da grande área, a bola bateu no braço de Raphael Varane, e sobrou para o próprio colombiano empatar a partida.

Mas nos 15 minutos finals, os comandados de Jupp Heinckes jogaram na base de bolas alçadas na área e imposição física. Na 'empurrança'. Foi estranho e infrutífero no placar, mesmo tendo nos últimos cinco minutos criado duas chances de gol. Uma com Mats Hummels e outra com Müller (esta no último lance da partida).

No agregado (3x2), o Real Madrid mereceu chegar a decisão. Por ser mais efetivo nas chances de gol que teve, nas duas partidas do confronto. Errou menos, foi mais letal e se credenciou para estar em Kiev, e disputar novamente a 'orelhuda'.











Foto: Getty Images








por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados