A iminente saída Keno, abre espaço para um pedido da torcida.

19:29:00

A iminente venda de Keno ao Al Nassr da Arábia Saudita, por R$43.570.000,00, pode representar um novo marco na era Roger Machado no Palmeiras.


O motivo é, que com a saída do provável ex-camisa 11 do Verdão, o esquema 4-3-3/4-2-3-1 pode estar a beira de uma variação tática que o torcedor tanto cobrou e que por algumas circunstância foi utilizada: 4-4-2.


Roger primo de serrote - que trocadilho mequetrefe com o sobrenome Machado -, sempre priorizou um esquema com dois jogadores rápidos que sem a bola; recomponham a marcação, fechem a linha de passe rival e se possível, auxiliem na marcação defensiva no terço inicial do gramado. Já com a posse da pelola, o treinador alviverde gosta de triangulações que verticalizem (auxiliem toque de bola objetivo para conclusão de jogadas), além de profundidade para jogadas pelas pontas/laterais do gramado.

E aí entra Keno na jogada. Por mais que Willian tenha feito por algumas vezes a função de Keno, não agradou. O camisa 29 rende mais como um centroavante móvel, e não como um meia/atacante. E como Artur ainda não tem dentro da equipe - muito em função de sua lesão que o afastou dos gramados por cerca de cinco meses -, uma cancha de jogo, além de um Fernando que tambén busca mais espaço no elenco profissional, o setor que Kenaldinho exerce, não possui nenhum perfil com as mesmas características a altura.


Evidentemente que com a pausa para a Copa do Mundo, as coisas podem e devem de alguma forma mudar. Guerra (mais adiante, após se recuperar de lesão) e até mesmo Hyoran se preciso for, também poderão atuar no setor, se preciso for. Mas a sensação que Lucas Lima caso acorde para a vida, pode ter um novo ânimo na titularidade palmeirense. Já que Hyoran vem cada vez mais pedindo passagem.

Assim como também tudo isso que estou falando, pode ir por água abaixo, caso o Palestra queira contratar um meia/atacante com características próximas a de Keno. Mas a sensação que tenho no momento, é que a efetivação do esquema 3-5-2 no início da construção de jogadas ( volante entre os zagueiros e os laterais avançando para o meio campo) mesclando com 4-4-2 e dois meias de criação, poderá ser efetivado no Verdão.











Foto: Nelson Almeida/AFP












por: Leonardo Bueno

Compartilhe isto

Posts Relacionados